Na Europa, euforia dos consumidores pós-quarentena durou 6 semanas

Avaliação:

(6 Avaliações)

Reportagem SA Varejo -

Consumo de determinados produtos, porém, se mantém em alta. Parte do público ainda não retomou hábitos anteriores à pandemia

A "euforia" do consumidor europeu ao término dos bloqueios impostos durante a fase mais crítica da pandemina no continente duraram 6 semanas, mas ainda há sinais de crescimento em determinados aspectos do consumo. 

Os dados são de uma pesquisa sobre os hábitos dos consumidores europeus após a flexibilização das restrições de isolamento, realizada pela Symphony RetailAI (SRAI) , empresa global especializada plataformas de decisão para o varejo habilitadas por inteligência artificial. 

De acordo com o estudo, o volume de compras após o lockdown cresceu 12%. O avanço é menos expressivo do que o observado no início do bloqueio (19%), mais segue bem superior ao mesmo período do ano passado, quando o crescimento era de apenas 2%. 

Adaptações durante a quarentena

O estudo também mostra que mais da metade dos consumidores europeus (51,2%) mudaram seus hábitos de compra durante a quarentena, enquanto 38% mantiveram seus padrões e outros 10,7% preferiram não realizar compras neste período, provavelmente recorrendo a estoque prévio.

Dentre os que mudaram seus hábitos de alguma forma, 35,4% já retornaram às compras habituais, 34% mantiveram as preferências adotadas ao enfrentar a pandemia e 25% criaram um novo padrão, até então nunca praticado. Apenas 4,7% ainda não se mostram ativos neste período de retomada das compras.

Reação a promoções

Outro apontamento da pesquisa realizada na Europa pela Symphony RetailAI (SRAI) é que 30% dos consumidores que fizeram mais de duas compras por semana se mostraram mais sensíveis às promoções do que no período crítico da pandemia. Em contrapartida, os idosos ainda relutam em retomar antigos hábitos no varejo: cerca de 35% dos maiores de 60 anos tem feito, no máximo, uma visita por semana ao supermercado.

A pesquisa também observa que o hábito de cozinhar em casa tem se tornado menos frequente após o pico da pandemia, enquanto a procura por produtos saudáveis se mantém estável; já o consumo de bebidas alcoólicas não só se manteve durante os meses de bloqueio efetivo, como tem se acelerado mais recentemente – vale lembrar que a flexibilização nas regras de distanciamento coincidiu com a chegada do verão no Velho Continente.

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:                 LinkedIn                ,                Instagram                e                Facebook                !

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Guia de Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade