7 passos da seção de Produtos Saudáveis

Avaliação:

(4 Avaliações)

Conteúdo patrocinado pela Magrinha 100% Integral -

Dizer que os saudáveis são uma tendência é chover no molhado. Essa tendência já se transformou em um mercado promissor. O que muda é o conceito de saudável e a seção destinada aos produtos. Confira

Um setor bem iluminado facilita a leitura dos rótulos e a comparação entre marcas e produtos. Na foto, a seção de hortifrútis fica logo atrás

Dados da Euromonitor apontavam em 2011 um faturamento de 40 bilhões de reais para a categoria saudável. Já em 2020, esse número ultrapassava 100 bilhões de reais. O que era uma tendência virou um mercado com potencial enorme de crescimento nos próximos anos.

A questão agora é transformar a categoria numa geradora de tráfego, volume e lucro. E isso só pode ser alcançado montando uma seção que atenda verdadeiramente as expectativas do consumidor.

Oferecer produtos saudáveis de “mentirinha”, já não cabe numa seção produtiva e rentável. As resoluções da Anvisa estão cada vez mais exigentes, e os rótulos agora passam pelo escrutínio severo do brasileiro atento à saúde. É bom lembrar que esse consumidor está em todas as classes sociais.

Por isso, conheça aqui os sete passos necessários para ter uma seção de verdade, e melhor, com resultados de verdade.

1º Passo
Definir o propósito da seção

De acordo com a Nielsen, 42% dos consumidores da categoria buscam produtos genuinamente saudáveis, normalmente oferecidos por empresas com foco total no segmento. Esse público é responsável por 70% do volume consumido no segmento. Eles são os HEAVY USERS, pessoas que compram regularmente um volume considerável dos produtos.

Para atendê-los e conquistar novos clientes, o propósito mais recomendado para a seção é o saudável de verdade.

Produtos que hoje têm apenas vestígios de saudabilidade tendem a perder espaço para os genuínos e colocar o departamento sob o risco da rejeição. O ideal é oferecer marcas com foco exclusivo em saúde e nos anseios da clientela. Os demais itens, de marcas tradicionais/populares, devem ser mantidos no corredor natural, até para facilitar a busca do consumidor.

2º Passo
Entender o mundo saudável

Existem 3 grupos de produtos e 10 subgrupos

  • Popular:  Naturais e Integrais

É o grupo mais reconhecido pelo custo-benefício e histórico de produtos. Conta com resoluções legais desde 1978

  • Restritivos: Diet, Light, sem açúcar, sem lactose, sem glúten

Foco no objetivo nutricional de restrição e nos sabores já populares para garantir boas vendas

  • Especiais: Orgânicos, Veganos, Suplementados/Funcionais e Gourmet/Premium

Valor agregado ao estilo de vida, bons sabores, boas embalagens

Importante: explorar bem os grupos Restritivos e Especiais, de acordo com o perfil da loja, porque oferecem melhores margens.

3º Passo
Participação na gôndola

Naturais/Integrais = 50%
Restritivos = 25%
Especiais = 25%

Importante: Busque evitar o canibalismo de vendas com segmentos que só oferecem traços de saudabilidade. Explore mais os grupos Restritivos e Especiais quando oportuno para seu público.

4º Passo
Sortimento

3 a 8 marcas
Primeiro Preço – Marca Regional – Marca com Diferenciais

Importante: Entre os TOP produtos inicie a estratégia com três marcas e vá aumentando o número até atender o consumidor em todas as suas necessidades, e não apenas em preço.

Os TOP produtos

  • Açúcares e Adoçantes
  • Aveias
  • Barrinhas
  • Bebidas restritivas
  • Biscoitos/Cookies
  • Cereais/Sementes/Frutas
  • Doces e Drageados
  • Granolas
  • Geleias
  • Itens culinários restritivos
  • Panificados restritivos
  • Óleos especiais
  • Salgadinhos/Pipocas
  • Snacks
  • Suplementados/Funcionais

Importante: Os itens em negrito são normalmente as alavancas da seção.

5º Passo
Papel da categoria

Geradores de volume – Integrais e Naturais (aveias, granolas e cookies)

Geradores de rentabilidade – Especiais e Restritivos

Dica de Impulsão – Combinar ações promocionais e/ou ativações da seção de saudáveis com o Dia de Ofertas do Hortifrútis. A iniciativa pode dobrar o tíquete médio do dia.

6º Passo
Local/Layout/Exposição/Comunicação

  • Alocar a seção bem em frente ou ao redor dos hortifrútis. Além de categoria complementar, o FLV é um forte gerador de tráfego. A área de leite também é recomendada por gerar fluxo e compras por impulso
  • Alocar no mínimo 3 gôndolas e 1 ponta de gôndola
  • Designar entre 20 e 30 SKUs por módulo
  • Agrupar os produtos por tipos e não por marca
  • Ambientação e Identificação de cada segmento, utilize wobblers, stoppers, cartazes ou outros recursos para facilitar a busca do consumidor.
  • Manter etiquetas de preço bem visíveis, alinhadas a cada SKU.
  • Garantir ambiente com boa iluminação, facilitando a visualização do mix (amplo) e comparativos, prática comum no setor.

7º Passo
Preço e margem

Convém aplicar o preço e a margem conforme o papel da categoria. Afinal, alguns grupos têm maior potencial de volume e outros, de lucro.

Cada canal também deve ter uma precificação específica. No caso dos supermercados, a variação de margem bruta pode ficar entre 25% e 35%, e no caso de atacados e atacarejos, entre 20% a 30%.

“Compartilhamos aqui algumas das iniciativas realizadas em nossos clientes, grandes redes varejistas nacionais e regionais, nos últimos cinco anos. Foram com essas redes que obtivemos o crescimento do negócio,” explica o executivo da empresa, Fernando Ramos. “O nosso interesse é difundir as melhores práticas para que varejo e indústria tenham um crescimento consistente, vendendo e lucrando mais”, acrescenta.

Da Magrinha 100% Integral é pioneira na certificação internacional de produtos integrais Whole Grain. E também a primeira indústria brasileira de produtos saudáveis LIVRE das lupas de advertência nos rótulos, conforme resolução da Anvisa RDC 429, que entra em vigor em outubro deste ano. Seus mais de 120 itens possuem baixo teor de Açúcar Adicionado, Sódio e Gordura Saturada.

Nos últimos 10 anos, a marca cresceu 25 vezes, e já está presente em mais de 10 mil pontos de vendas no Brasil, além de ser exportada para sete países.
Conheça mais sobre a marca Da Magrinha 100% Integral através do site:  www.damagrinha.com.br  

E se quiser conhecer um pouco mais sobre as novas resoluções RDC 429 e RDC 493, acesse:  https://integraldeverdade.com.br/revolucaodosalimentos

 

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Solução Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade