E-commerce e delivery impulsionam contratações em supermercados em São Paulo

Avaliação:

(1 Avaliação)

Reportagem SA Varejo -

Até o final do ano devem ser criados até 20 mil postos de trabalho

Foto: istock

O isolamento social acelerou um movimento que já vinha sendo observado, o de compras por e-commerce e delivery. Esse movimento impactou positivamente as contratações este ano. A expectativa é de que até o final do ano, o setor seja responsável pela geração de 20 mil novos postos de trabalho, com 600 mil pessoas empregadas no comércio varejista de alimentos no estado de São Paulo, segundo o economista da Apas, Diego Pereira. Do total de vagas abertas, 36% foram criadas dentro das redes de atacarejo.

“Essa abertura de vagas nos possibilita ter saldo positivo de vagas geradas dentro do setor desde 2013. Acreditamos que 2021 não será diferente, ainda mais pelo comportamento atípico de alta geração de emprego no primeiro semestre”, diz Pereira. 

O movimento também é observado em escala nacional. Segundo dados do Novo Caged compilados pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras), de janeiro a agosto deste ano foram geradas 58.333 vagas. O saldo positivo de vagas se mantém desde março deste ano (11.831), mais uma vez, fora do período mais aquecido para o varejo, consolidado no segundo semestre. Dentro desse total, 31.901 vagas foram geradas em inaugurações. O principal movimento de expansão é liderado pelo atacarejo, que abriu 12.082 novos postos de trabalho nacionalmente dentro dessa categoria. Sob a mesma análise, os supermercados geraram 6.656 vagas em novas e modificadas lojas. 

Segundo estimativas da APAS, a projeção de crescimento de vendas do setor para 2021 é de 1,25% em relação a 2020 e de 3% para 2022. No último ano, o setor cresceu 2,32% em relação a 2019, uma vez que os supermercados fizeram parte do conjunto de atividades essenciais que continuou funcionando mesmo durante as restrições de circulação.

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:                                                                         LinkedIn                                                                        ,                                                                        Instagram                                                                        e                                                                        Facebook   

Fonte: Exame.com

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Solução Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade