Carrefour vai mudar forma de selecionar seguranças para lojas

Avaliação:

(4 Avaliações)

Reportagem SA Varejo -

Empresa também criou um Comitê Externo de Livre Expressão sobre Diversidade e Inclusão, cujas primeiras medidas já foram anunciadas

                                     

                                                                                                       Foto: iStock

Os três hipermercados do Carrefour em Porto Alegre (RS) passarão a contar com equipe própria de segurança. A decisão foi anunciada uma semana após a morte de João Alberto Silveira Freitas, espancado e asfixiado por segurança terceirizados em dos pontos de venda da rede na capital gaúcha.

Além da medida, o Carrefour informou que iniciará processo para transformar radicalmente seu modelo de segurança nas lojas. Uma das medidas nesse sentido será a revisão total da parceria com empresas de segurança. Entre os compromissos assumidos pela varejista está a adoção de regras mais rigorosas de recrutamento e treinamento dos profissionais.

Medidas conta o racismo

A empresa também está criando de um Comitê Externo de Livre Expressão sobre Diversidade e Inclusão, formado por especialistas no assunto. O objetivo é "auxiliar, de maneira livre e independente, o Carrefour Brasil em diretrizes e ações contra o racismo em todas as unidades da rede e na luta contra o racismo estrutural, presente em nosso país". 

As 5 primeiras medidas do comitê serão:

-  O desenvolvimento e aprofundamento de ações estruturantes e regulares de educação para os direitos humanos, para todos os nossos funcionários. Demandaremos que nossos fornecedores também o façam, sempre em parceria com organizações reconhecidas;

-  Uma cláusula de tolerância zero ao racismo será inserida em todos os contratos do Grupo com fornecedores. Seu descumprimento implicará no rompimento imediato do contrato;

-  Estabeleceremos regras rigorosas de recrutamento e treinaremos regularmente todo o time de vigilância;

-  Como medidas práticas de promoção de equidade racial no trabalho, ofereceremos qualificação diferenciada para negras e negros, visando a aceleração de carreira com metas corporativas anuais para a formação e ascensão dentro do Grupo;

-  Apoiaremos instituições de ensino distribuídas pelo país, para a formação profissional de jovens negras e negros.

Leia também:

Caso Carrefour: a crise não é de uma única empresa

Carrefour perdeu mais de R$ 2 bilhões em valor de mercado

 

Fonte: Valor Econômico

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Solução Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade