Vendas online crescem 23,6% na Black Friday

Avaliação:

(1 Avaliação)

Por Redação SA Varejo -

Em 48 horas, segmento faturou R$ 3,2 bilhões. Mais de 400 mil pessoas aproveitaram a data para comprar pela primeira vez via internet

O setor de e-commerce brasileiro faturou R$ 3,2 bilhões durante a Black Friday, valor 23,6% superior ao registrado no mesmo período do ano passado, quando o somatório das vendas havia sido de R$ 2,6 bilhões.

Os dados são da  Ebit|Nielsen e consideram apenas as vendas do comércio eletrônico na quinta e na própria sexta-feira. O tíquete médio dos pedidos neste ano foi de R$ 602, com ligeira queda de 1,1% em comparação com a Black Friday de 2018, quando o valor médio desembolsado foi de R$ 608. Já a quantidade de encomendas subiu 25%: durante a quinta e a sexta-feira (28 e 29 de novembro) foram registrados 5,33 milhões de pedidos, contra 4,27 milhões no ano passado.

“Os números da Black Friday comprovam que o evento já faz parte do calendário de compras do brasileiro, com crescimento ano a ano. Nesta edição, vemos que as pessoas compraram diferentes tipos de produtos, ou seja, a alta não foi puxada apenas pelos mais caros. Do ponto de vista do varejo, observamos players tradicionais ainda mais preparados, com entendimento do que o mercado queria. Somado a isso, lojas que não tinham feito uma Black Friday anterior tão boa e lojas/marcas que apesar de já existirem online, fizeram a sua primeira grande BlackFriday este ano. Esses fatores, junto a um consumidor preparado para comprar online, ajudaram a garantir o sucesso da Black Friday 2019”, analisa Ana Szasz, líder de Ebit|Nielsen. 

Mais consumidores online

Atraídos pelas promoções de Black Friday, 418 mil brasileiros fizeram sua primeira compra online no período, o que significa um aumentos de 12% nos novos consumidores em relação a 2018. Com isso, a base total de compradores online chegou a 2,85 milhões, uma expansão de 18,1% versus a mesma data no ano passado.

55% das compras via mobile

Outro destaque no período foi a consolidação da tendência do consumidor realizar compras a partir de dispositivos móveis. Segundo a Ebit|Nielsen, 55% dos pedidos nas 48 horas de Black Friday foram feitos a partir de celulares. Com isso, o faturamento via mobile dobrou em comparação com o ano passado: R$ 1,7 bilhão versus R$ 830 milhões.

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:               LinkedIn              ,              Instagram              e              Facebook              !

 

 

Comentários

Comentar com:
Publicidade

Guia de Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade