Supermercado 100% saudável

Avaliação:

(8 Avaliações)

Por Fernando Salles -

Com sortimento completo, esta loja só vende produtos aprovados por nutricionistas. De quebra, conta com uma horta aquapônica que é um oásis em plena capital paulista

Um supermercado brasileiro que só vende itens saudáveis. Sim, ele existe. Funciona desde o ano passado na zona oeste de São Paulo e está prestes a se tornar uma rede. O Super Saudável é um projeto pessoal do empresário André Nassar, que também atua no Grupo MGB , controlador dos Supermercados Mambo e do Giga Atacado . A iniciativa foi inspirada em tendências de mercado e na análise de cases, como o da rede norte-americana Whole Foods , mas também provocada por um episódio de doença na família, a partir do qual o empresário refletiu sobre como os hábitos alimentares podem ser um gatilho para uma série de males.

Horta na loja

Uma das áreas que mais atraem a atenção do público é um agradável espaço ao ar livre para reforçar o conceito da loja. A começar por um deque onde basta escolher uma mesa e tomar um café com muita tranquilidade. Mas o grande destaque visual é uma horta aquapônica onde os clientes podem colher diretamente diversas opções de vegetais, entre os quais alface, rúcula, morango. Sustentável e ecológica, a técnica da aquaponia consiste em interligar um tanque de peixes a uma horta. Alimentados com ração, eles liberam dejetos ricos em nutrientes que, por meio de bombeamento, nutrem os vegetais. As plantas absorvem os nutrientes fazendo um processo de filtragem na água. Já limpa, a água retorna ao aquário.

Cliente faz a colheita
Uma horta fertilizada com os dejetos de peixes é uma das novidades da loja. Além de itens frescos e orgânicos, o cultivo e o lago de peixes garantem beleza ao ambiente

Nutricionistas escolhem os produtos

O mix é amplo. Nas gôndolas, o público encontra desde orgânicos certificados, produtos veganos, sem glúten e sem lactose, até itens tradicionais do portfólio de grandes marcas, a exemplo de cervejas famosas cuja formulação não utiliza conservantes. O principal critério para a escolha dos 4.300 itens da loja é que os produtos sejam clean label (rótulo limpo), ou seja, sem aditivos químicos como conservantes, corantes, acidulantes e aromatizantes na composição. O primeiro contato com cada fornecedor é feito pelas nutricionistas do Super Saudável. É necessária a aprovação delas para que todo produto tenha chance de integrar o sortimento da loja. A partir daí a equipe de compras entra em ação para negociar com a indústria e selecionar, entre os produtos previamente aprovados, o que vai para as gôndolas, de acordo com a estratégia comercial.

A loja trabalha com cerca de 300 fornecedores. Aproximadamente a metade deles entrega também itens vendidos no Mambo e no Giga, aproveitando a logística do Grupo MGB. Já no caso de outros 150 fornecedores, todas as etapas de negociação e abastecimento são feitas pelo próprio Super Saudável. No portfólio de açúcar, por exemplo, a versão refinada não está presente, mas o consumidor pode escolher sua opção preferida entre diversas alternativas saudáveis, como mascavo, demerara, açúcar de coco. O mesmo acontece com outros produtos de consumo básico, como sal e farinha. Entre os refrigerantes, há espaço somente para itens que, além de dispensar conservantes, contenham apenas o açúcar natural da fruta. Chocolate? Tem, sim, mas só a partir de uma determinada quantidade de cacau. Nenhum frango comercializado no supermercado recebeu antibióticos, hormônios ou aceleradores de crescimento. Carne, só de boi de pasto ou orgânica.

 

Planos expansão

O Super Saudável atende um público de bom poder aquisitivo, em geral da classe B para cima. Inaugurada há apenas oito meses, a operação ainda passa por ajustes naturais de um negócio com características tão específicas. Mas alguns indicadores já apontam para um futuro promissor. “Nosso tíquete médio é de R$ 75, em torno de cinco vezes superior ao de outras lojas de proximidade”, afirma André Nassar. A atração de público também é mais ampla. Não fica restrita aos moradores do bairro onde a loja está instalada. Há quem se desloque mais de 6 km, exclusivamente para comprar na loja. “Quando o cliente vem ao Super Saudável, ele fica feliz, volta e vira torcedor”, garante o empresário. Para ampliar o número de adeptos, o próximo passo será transformar a marca em uma rede e ingressar no segmento de e-commerce. O empresário adianta que a segunda loja deve abrir as portas ainda em 2019. Ao final do ano que vem, a ideia é ter entre 5 e 10 unidades em operação, sempre com as prateleiras lotadas de produtos que fazem bem à saúde.

 

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:    LinkedIn   ,   Instagram   e   Facebook   !

Comentários

Comentar com:
Publicidade

Guia de Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade