Quatro erros graves que os gestores cometem

Avaliação:

(4 Avaliações)

Por Redação SA Varejo -

Sabe aquela reunião em que todos concordam com o líder e não contestam nada? Ela revela um problema na empresa

Liderar equipes envolve desafios diários para extrair o melhor do time e manter os profissionais motivados. A conquista desse objetivo passa por escolher corretamente os funcionários, ouvir os colaboradores e valorizar o tempo de todos. Determinados erros, no entanto, atrapalham todo esse processo. Com base em artigo da Harvard Business Review , destacamos quatro desses equívocos e as formas de evitá-los.

1. Desperdício de tempo

Quantidade demasiada de reuniões que se prolongam por bastante tempo é um exemplo de ação que costuma colocar em risco a produtividade da equipe. Ao sentir que passa mais tempo se preparando e participando de reuniões do que desenvolvendo seu trabalho, o colaborador tende a se desmotivar.

Como solução, é interessante analisar previamente o impacto que a reunião terá nas tarefas desenvolvidas pelo funcionários, verificando se, de fato, ele precisa estar na sala. Caso não exista uma relação direta de prioridade entre o tema da reunião e as ações que aquele profissional desenvolve, ele não precisa participar.  

2. Contratar perfil errado

Contratar um profissional cujo perfil não está alinhado com a vaga oferecida pode ser um grande problema, mesmo que se trate de uma pessoa bastante capaz. O melhor a fazer, durante o processo de seleção, é ser transparente sobre a função e as exigências. Uma maneira de evitar erros é conversar com a equipe para entender bem as lacunas que precisam ser preenchidas pela pessoa a ser contratada. 

3. Exigir tarefas pouco interessantes 

Tarefas chatas e repetitivas podem desmotivar os colaboradores, sobretudo aqueles com perfil mais criativo e inquieto. A dica aqui é conversar com os integrantes da equipe sobre seus interesses e paixões para, dessa forma, entender quais novas atividades podem considerar interessantes. Para manter a motivação, é importante disponibilizar formas de alavancar o aprendizado e as habilidades de cada funcionário, sempre acompanhando o progresso deles.

4. Falta de abertura para ouvir a equipe

O líder não pode se convencer com uma falsa sensação de que tudo está tranquilo. Sabe aquela reunião com a equipe em que os participantes falam bem pouco e não contestam nada? É um péssimo sinal, pois pode significar que os colaboradores se sentem inseguros para expressar suas opiniões. Talvez o que exista ali não é um ambiente calmo, mas um lugar onde prevalece a cultura do medo. E profissional inseguro psicologicamente está mais vulnerável a erros. 

O ideal é deixar claro para seu time que você está disposto a ouví-los e que suas opiniões são bem-vindas. Gestos como fazer perguntas durante as reuniões em vez de impor soluções, e elogiar publicamente quem participa de discussões produtivas ajudam a incentivar esse clima democrático no ambiente corporativo. 

 

Fonte: Época Negócios

Veja mais sobre: Rh, Gestão, Liderança

Comentários

Comentar com:
Publicidade

Guia de Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade