Opinião: profissionais de TI, ou time de tecnologia?

Avaliação:

(0 Avaliações)

Lucas Marques, COO da Méliuz – redacao@savarejo.com.br -

O varejo tem de investir nos dois sempre. Cada um tem um papel relevante no crescimento da empresa, afirma o especialista Lucas Marques

Você sabe a diferença entre ter profissionais de TI e profissionais de tecnologia? Vou explicar as diferentes funções e por que você deve investir em ambas. O pessoal de TI, Tecnologia da Informação, é responsável por um conjunto de atividades que possibilitam a realização dos processos da companhia. Exemplos: garantir o bom funcionamento e a manutenção de todos os computadores, resolver problemas que possam surgir com os equipamentos, organizar a rede das lojas, solicitar a compra de novos materiais, etc.

Já o time de tecnologia tem a função de atualizar a empresa e desenvolver novos projetos, capazes de gerar economia e crescimento. São profissionais que mantêm um olhar sobre a estratégia do negócio e podem alavancar os resultados. Eles tanto podem trabalhar com sistemas já existentes no mercado, como desenvolver as próprias soluções. Vejamos o Grupo Pão de Açúcar. Para manter as lojas em funcionamento, a rede conta com o esforço dos profissionais de TI, garantindo que os caixas estejam em operação e realizando todas as funções (pagamento, CPF na nota, cadastro do Cliente Mais, etc.).

 

Por outro lado, para desenvolver soluções ou contratar parceiros que já detenham essas soluções, conta com o esforço do pessoal de tecnologia. Esse time é responsável, por exemplo, pelo CRM, que permite conhecer o cliente a fundo. O CRM, que em português significa Gestão de Relacionamento com o Cliente, torna viável a observação do padrão de consumo, o que é essencial para o varejista realizar ações assertivas. Ao coletar dados diariamente, o sistema dá acesso a várias informações. Exemplos: quem são os consumidores recorrentes, quais seus produtos preferidos, que formas de pagamento são mais usadas, qual o ticket médio por compra e mensal, que clientes têm criança em casa (pelo consumo de higiene infantil e fraldas), se o cliente é grande consumidor de vinho.

Todos esses e outros dados viabilizam promoções sob medida, além de ações de merchandising na loja. Assim, os clientes se sentem próximos da marca, o que aumenta recorrência e ticket. Olhando esse panorama, entendemos que hoje é fundamental investir em tecnologia. O uso dos dados diminui a incerteza dos investimentos, aumenta a competitividade e, consequentemente, puxa o crescimento do negócio. Hoje, as oportunidades de melhoria estão em fatos concretos, e não em suposições. 

Próximo tema: Como formar um time para a transformação digital

Veja mais sobre: TI, tecnologia, CRM, Competitividade

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Guia de Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade