Microcentros de distribuição robotizados estão resolvendo problema da falta de espaço

Avaliação:

(1 Avaliação)

Por Redação SA Varejo - redacao@savarejo.com.br -

Conheça dois exemplos do exterior: um dos Estados Unidos e outra de Israel

Nos Estados Unidos, a startup Takeoff Technologies monta depósitos em 13% do tamanho de um supermercado médio usando espaços verticais compactos. Os robôs separam pedidos de compra online em poucos minutos e com um custo bem abaixo do processo manual. Instalados nos bairros, os microcentros permitem a entrega das mercadorias em média 30 minutos após a emissão do pedido .

A Takeoff está trabalhando com cinco redes americanas, entre elas a Sedano, e fechou recentemente com a Albertsons , que testará o modelo. Na Sedano, o microcentro atende 14 das 34 lojas instaladas na Flórida. Nele, os robôs montam pedidos de até 60 itens em poucos minutos.

Em Tel Aviv, Israel, uma tecnologia semelhante está sendo implantada por outra startup – CommonSense Robotic’s . Seu primeiro microcentro de distribuição ocupa uma área de 557 m2 abarrotado de produtos do chão ao teto . O depósito é da Superpharm , a maior rede de farmácias de Israel, e outros serão implementados na cadeia de supermercados Rami Levy. Com o sistema, a Rami pretende dobrar as vendas online, hoje responsáveis por 4,5% das vendas. Segundo a startup, as empresas usam hoje espaço da própria loja ou o centro de distribuição gigante fora da cidade, o que é desperdício de tempo e espaço.

 

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:     LinkedIn   ,    Instagram    e    Facebook    !

 

Comentários

Comentar com:
Publicidade

Guia de Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade