Lilica, a consumidora: supermercados ao redor do mundo

Avaliação:

(0 Avaliações)

Por Redação SA Varejo - redacao@savarejo.com.br -

Saiba como são as lojas em cidades da Europa, dos EUA e da Argentina

Tenho uma amiga que adora viajar para o exterior no esquema barato. Ela substitui refeições em restaurantes por frutas, frios, saladas prontas – tudo vendido nos supermercados locais. Essa experiência conta muito de como somos consumidores. Seu relato:

Qualidade em Buenos Aires

A cidade argentina tem inúmeras quitandinhas espalhadas pelos bairros. Com um ou dois atendentes e um ou dois caixas, oferecem um monte de verduras e frutas fresquinhas, lindas, saborosas. As frutas ficam em bancadas nas calçadas e são um convite ao consumo. Me abasteci com morangos, cerejas, verduras, legumes e me perguntei por que as nossas quitandas desapareceram? Por que os hortifrútis de qualidade (qualidade mesmo) hoje são encontrados em poucas lojas e sempre custam caro?

Desconto na Europa

Em viagens à Espanha e Portugal, que percorri de carro, visitei várias lojas de discount. Algumas delas eram de “dar nojo aos cães”. Soube que esses supermercados são famosos em toda a Europa, têm fama de preço baixo, mas, para o nosso padrão brasileiro, acho que não funcionariam não. As lojas eram sujas, mal iluminadas, com um sortimento reduzidíssimo e exposição da época da pedra – totalmente confusa. Parei nelas para comprar uma água, um chocolate ou biscoito. Nada mais, já que não inspiravam confiança.

Variedade na França

Paris, famosa por sua gastronomia, tem supermercados de todos os tipos. É uma beleza! Muitos são bem pequenos e estão alojados no interior dos bairros. Me lembro de ter sido surpreendida por uma lojinha com produtos 100% bio, comprei barras de cereal, queijo, iogurte, sucos – eram mais caros, mas dava para encarar. Também me encantei com outra loja, cuja padaria e confeitaria eram de cair na gula. Consumidores com quem conversei me disseram que a seção tinha clientes que atravessavam a cidade para comprar ali.

Consumo nos EUA

É fácil entender por que os Estados Unidos são o templo do consumo. Quando se entra em um hiper, é tanto produto que você se sente em uma Disney de alimentos. Mas o que adorei foram os supermercadinhos de uma cidade chamada Burlington. Um deles tinha um pequeno restaurante, com grandes janelas de vidro que davam para um bosque. A comida era caseira e barata. Os próprios moradores eram os principais frequentadores. Às vezes tudo o que o consumidor quer é simplicidade, beleza e comida boa.

Lilica Exigente ela representa consumidores ouvidos por sa varejo e estará aqui outras vezes (reclamando, sonhando e elogiando), ajudando você a entender o que afasta e atrai clientes - lilica.exigente@savarejo.com.br 

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:    LinkedIn   ,   Instagram   e   Facebook  !

Veja mais sobre: Lilica, Shopper, consumo

Comentários

Comentar com:
Publicidade

Guia de Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade