Executivas do varejo: o que elas pensam do trabalho ao lado dos homens

Avaliação:

(1 Avaliação)

Por Alessandra Morita - alessandra.morita@savarejo.com.br -

Pesquisa do Grupo Mulheres do Varejo traçou um perfil das profissionais que ocupam cargos de liderança no setor

Cerca de 50% dos profissionais de varejo são mulheres. Apesar disso, apenas 16% ocupam cargos de liderança. E foram justamente essas profissionais que se reuniram no Grupo Mulheres do Varejo (MdV), criado no início de novembro do ano passado pela consultora Fatima Merlin e por Vanessa Sandrini, executiva do setor. Inicialmente, a ideia era promover, via WhatsApp, discussões entre mulheres que atuavam no varejo. Em poucos dias, 200 já tinham se unido ao grupo. Com apenas duas semanas, 10 participantes se candidataram para fazer parte de um comitê executivo, que elaborou logotipo e um planejamento estratégico, além de estar presente em todas as redes sociais. Em um mês, o MdV contava com 500 mulheres. Nesse mesmo período, a página do Facebook alcançou 6 mil pessoas.

A ideia do Grupo é ser uma referência na construção de uma nova onda no setor, inspirada na força feminina. O propósito é construir uma economia mais colaborativa e ser agente de transformação no varejo

Em dezembro passado, foi realizado o 1º Encontro Nacional de Mulheres do Varejo, na capital paulista, que reuniu 80 pessoas. Para se aprofundar no perfil, no papel e nas suas expectativas, o movimento realizou, entre os dias 7 e 13 de novembro do ano passado, pesquisa com 87 executivas. Descubra o que elas pensam sobre os desafios do mercado e sua relação com a carreira no varejo e os colegas de trabalho. 

Perfil das profissionais

  • 46 anos em média
  • 66% são casadas
  • 72% têm filhos
  • 92% são de São Paulo

Como fortalecer atuação no varejo

  • 51% com empoderamento e autoestima
  • 30% ter fonte de inspiração
  • 26% produzir diagnósticos (estatísticas sobre atuação feminina)
  • 23% com troca de conhecimento
  • 14% com capacitação e coaching

Relação com os homens no trabalho

  • 62% declaram estar insatisfeitas com sua relação com os homens
  • 29% dizem que já percebem uma complementaridade e um trabalho colaborativo

Nesse caso, o que aproxima: profissionalismo, competência, conhecimento, determinação, parceria, respeito, sensibilidade, boa convivência

O que pensam

  • 30% não têm clareza ou têm parcialmente claro qual é o papel da mulher
  • 33% têm clareza sobre a força da mulher
  • 94% não estão satisfeitas com o tratamento dado ao papel da mulher no varejo
  • 80% dizem que o esforço para alcançar cargos de direção é alto

Comportamentos mais encontrados no trabalho: autoritarismo, machismo, preconceito e discriminação 

Alguns depoimentos

“ O esforço é muito maior para a mulher. Além de ser menos considerada (com raras exceções), para ter o nível de destaque/ aceitação precisa comprometer boa parte da sua vida pessoal ”

“ Em geral, exige-se que a mulher escolha entre a carreira e a maternidade, ou um papel masculinizado ”

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:    LinkedIn   ,   Instagram   e   Facebook !

 

Comentários

Comentar com:
Publicidade

Guia de Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade