Confira 4 estratégias do FBI para ajudá-lo em conversas tensas

Avaliação:

(2 Avaliações)

Por Redação SA Varejo -

No ambiente corporativo, dicas servem para momentos como negociações complicadas e discussões com funcionários e chefes

Por mais harmonioso que seja o ambiente de trabalho, sempre há momentos em que a tensão está no ar. Lidar com chefe ou colega de temperamento difícil, arcar com as consequências de um trabalho que não saiu como o esperado, negociar aumento salarial são exemplos de situações em que não há como fugir de conversas difíceis.  Em algumas funções, como a de comprador, negociações complexas fazem parte do dia a dia profissional. É assim também na rotina do FBI, órgão norte-americano equivalente à Polícia Federal, cuja atuação envolve serviços de inteligência e investigações complexas. Por lá, os oficiais são orientados a adotar essas quatro estratégias durante conversas tensas:

1. Mantenha a calma

Quando uma pessoa se envolve em uma discussão, o cérebro tende a emitir sinais de alerta gerando sintomas como medo e ansiedade. Para ter maior controle da situação, a dica é não provocar o interlocutor nem elevar o tom de voz, pois assim tende a diminuir a raiva e a insatisfação por parte dele. O ponto principal é ignorar reações descontroladas e se concentrar nos aspectos principais que estão em discussão. Nessa hora, frases como "fale mais devagar, por favor" ou "preciso te entender melhor para poder ajudá-lo" podem fazer a diferença.

2. Tenha confiança

Um antigo estudo com agentes do esquadrão antibombas dos EUA, realizado pelo pesquisador Stanley Rachman, da Universidade de Harvard, descobriu o segredo dos profissionais com maior êxito no desarmamento de explosivos: ao ingressar em áreas de risco, eles adotavam estado de foco meditativo, o que diminuia a frequência cardíaca. E a principal razão é que esses agentes eram mais confiantes do que seus colegas. Na prática, a recomendação para situações de conflito é pensar como um "sobrevivente", mantendo uma visão positiva e entendendo situações complexas como oportunidades de desenvolvimento.

3. Atribua novo significado à situação

Saber lidar consigo mesmo em situações críticas é fundamental para um bom desfecho e para aprender com aquele momento tenso. Mesmo que o problema tenha sido gerado por uma falha sua, observe o que é possível aprender com a situação.

4. Prepare-se para o que pode dar errado

Em uma negociação, por exemplo, é preciso chegar à mesa preparado sobre o que fazer se algo der errado. Antecipar essa situação não significa pessimismo, mas uma forma madura de encarar a realidade. Quem chega com 100% de certeza de que tudo dará certo está menos preparado para dissolver uma dificuldade imposta no momento.

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:     LinkedIn    ,    Instagram    e    Facebook    !

Fonte: Época Negócios

Comentários

Comentar com:
Publicidade

Guia de Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade