Você se compara aos outros?

Avaliação:

(0 Avaliações)

Reportagem SA Varejo -

Isso pode ser bom em alguns casos, mas também pode ter péssimo efeito na carreira e na vida pessoal

Foto: Freepik

Até 10% de nossos pensamentos estão envolvidos em comparações entre nós e outras pessoas. É comum a comparação com os bem-sucedidos, inteligentes, elegantes, generosos, o que pode levar ao crescimento profissional e pessoal – “quero melhorar, quero ser assim e vou lutar para isso”. E são comuns também comparações com os feios, incompetentes, corruptos e malvados – “não sou assim, sou melhor do que o outro”.

Nos dois casos, ok. Faz parte da natureza humana. Mas justamente envolve riscos que exigem atenção de cada um de nós. Baseado na teoria da Comparação Social, um artigo no site Psychology Today afirma que as pessoas podem encontrar motivação para melhorar, mas também experimentar sentimentos de profunda insatisfação, culpa ou remorso, além de se envolver em processos destrutivos como mentir ou comer compulsivamente.

Podem, também, promover atitudes excessivamente críticas, tendenciosas, competitivas ou superiores, com danos para a carreira e os relacionamentos. O artigo adverte ainda que, ao se sentir melhor em relação aos “piores”, a pessoa pode transformar essa satisfação num hábito, prejudicando seu próprio desenvolvimento. Resumo da ópera: auto-observação e autocrítica fazem bem a todos nós.

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:                                LinkedIn                               ,                               Instagram                               e                               Facebook                               !

 

Veja mais sobre: Comportamento, Carreira

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Solução Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade