Venda online de itens de alimentação é destaque no Natal

Avaliação:

(0 Avaliações)

Reportagem SA Varejo -

Segmento passou da oitava para a terceira posição entre as categorias mais vendidas na data, segundo levantamento da Neotrust

Foto: istock

Vendas online crescem no Natal e itens de alimentação são destaques, segundo levantamento da empresa de análise de dados Neotrust. Com menos poder de compra, os consumidores apostaram em roupas, itens de perfumaria e alimentos. A categoria alimentos passou da oitava posição em 2020 para a terceira este ano.

As compras de alimentos também foram destaques durante a Black Friday. De acordo com o Mercado Livre, de cada 10 produtos vendidos na Black Friday, oito foram de supermercados. Isso representou um crescimento de 540% em volume e 310% em GMV (valor bruto da mercadoria), ante o mesmo período de 2020. Foram produtos de parceiros como  GPA,   Nestlé,   Ambev,   Heineken,   Big,  entre outros.

Para Fernando Yunes, que lidera a operação do Mercado Livre no Brasil, a inflação motivou o consumidor a priorizar itens do dia a dia.

De acordo com a Neotrust, de 10 a 25 de dezembro, as vendas online alcançaram um faturamento total de R$ 6,6 bilhões, uma alta nominal de 17,9% sobre os R$ 5,6 bilhões obtidos no mesmo período de 2020. Descontando a inflação de 10,42% no ano, considerando o IPCA-15, houve um crescimento real de 7,5% no período. Mesmo considerando a alta nominal de 17,9%, o desempenho é inferior ao registrado em 2020 ante 2019,  de 69,7%.

Segundo Paulina Dias, líder de Inteligência da Neotrust, o crescimento menor reflete também a reabertura das lojas físicas, após os períodos mais críticos da pandemia. “No ano passado, parte do crescimento se deu porque as lojas estavam fechadas e a única opção era comprar online.”

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:                                                                                                       LinkedIn                                                                                                      ,                                                                                                      Instagram                                                                                                      e                                                                                                      Facebook   

Fonte: Valor Econômico

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Solução Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade