Sucos concentrados: alta nas vendas e rentabilidade do varejo

Avaliação:

(3 Avaliações)

Conteúdo patrocinado por Britvic -

A maior busca do consumidor por produtos naturais e saudáveis, entre outros fatores, dão impulso à categoria, que também é uma das mais lucrativas entre as bebidas não alcoólicas


Foto: Divulgação

 

As categorias da seção de bebidas não alcoólicas vêm apresentando uma grande mudança nos últimos tempos. E uma que vem demonstrando ser capaz de surpreender em vendas e lucratividade é a de sucos concentrados. Há seis fatores que demonstram seu bom potencial:

1 – A categoria movimenta quase R$ 400 milhões ao ano e não é alvo de guerra de preços como outras bebidas 
2 – Apresenta uma das maiores rentabilidades para o varejo na cesta de bebidas não alcoólicas 
3 – Tem como um dos principais atributos a saudabilidade, já que o suco concentrado é 100% natural e sem adição de açúcar. Em outras palavras, é uma maneira prática de se consumir a fruta de verdade
4 – Oferece uma boa relação custo x benefício, uma vez que cada litro rendido custa pouco ao shopper. Isso torna o produto acessível, sobretudo neste momento em que as pessoas buscam qualidade e economia
5 – Trata-se de um produto versátil. Pode ser utilizado de diversas formas, seja como suco ou no preparo de receitas e drinks 
6 – A categoria apresenta giro maior no verão, que tem início já no mês que vem e se estende até março. Apresenta ainda alta significativa no volume de vendas durante o período de Festas, pois serve como ingredientes no preparo de receitas

Líder absoluta da categoria com mais de 75% de partipação em volume, a Britvic está renovando as embalagens de suas linhas. Dona das marcas Maguary, Dafruta e Bela Ischia, a empresa procurou ressaltar os principais atributos da categoria, como o fato de ser uma das opções mais naturais do mercado. A ideia da mudança é atrair ainda mais os shoppers para os sucos concentrados e se aproximar do público mais jovem sem perder a tradição de seus produtos. 



Foto: Divulgação
 

Para se ter uma ideia, na linha Maguary, além do aspecto da naturalidade, buscou trabalhar a tradição de alta qualidade associada à marca, em que o consumo passa de geração para geração nas famílias. Já na linha Dafruta a ênfase recaiu sobre a característica brasileira da marca, reforçando a energia e vitalidade. A nova embalagem também traz maior clareza, além de destacar as frutas. A marca Bela Ischia, por sua vez, enfatizará a tradição italiana. A linha ganhou o azul como nova cor proprietária, com maior destaque nas tampas e rótulos. A ideia é criar identidade à marca no ponto de venda

Ações para o consumidor
Ainda com o objetivo de ampliar as vendas da categoria, a Britvic investirá na comunicação com o consumidor final, por meio de diversas plataformas e com foco principal nas mídias digitais. A empresa comunicará ao consumidor os benefícios dos sucos concentrados e reforçará sua versatilidade de consumo, o que ganha ainda maior relevância em função da pandemia, quando as pessoas passaram a cozinhar mais em casa. Além disso, as iniciativas visam impactar consumidores de todas as faixas etárias. 

O que fazer na loja
Considerando o potencial de consumo, é importante avaliar a ampliação do espaço de gôndola para os sucos concentrados. O ideal é expor a categoria ao lado do refresco em pó. Outro fator importante é priorizar as marcas mais vendidas, sobretudo com a proximidade do verão. Segundo dados de mercado, Maguary, Dafruta e Bela Ischia representam 75% do volume comercializado na categoria. Quanto ao sortimento, deve-se lembrar que o consumidor gosta de encontarar variedade de sabores. Além disso, exposição casada com ingredientes para o preparo de drinks e de receitas também ajuda a aumentar as vendas. 

 

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Solução Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade