72% das redes regionais investiram em soluções para e-commerce

Avaliação:

(1 Avaliação)

Reportagem SA Varejo -

Uma delas é o Decisão Atacarejo, com 6 lojas em Minas Gerais, que percebeu a necessidade de evoluir na qualidade dos serviços e produtos ofertados pelo canal online

Foto: Divulgação

Uma plataforma mais robusta de e-commerce, lançamento de um aplicativo de compras e equipamentos tecnológicos para ampliar a produtividade de separação e entrega de pedidos, além de um CRM. Esses foram os investimentos realizados pelo Decisão Atacarejo , com 6 unidades em Minas Gerais.

A empresa já contava com a venda online desde 2014. “Com a escalada do canal, vimos a necessidade de evoluir na qualidade dos serviços e produtos ofertados para absorver a aceleração da demanda”, comenta Epifânio Parreiras Junior, diretor-presidente da rede. Segundo o executivo, os investimentos realizados permitiram à empresa reduzir o prazo de entrega aos clientes para até 24 horas, mesmo com o aumento do volume no canal.

 

“Nossas vendas estão crescendo três dígitos no online impulsionadas pelo uso das tecnologias implementadas, entre outros fatores”

EPIFÂNIO PARREIRAS JUNIOR
Diretor-presidente do Decisão Atacarejo (foto)

 

Daqui para a frente, o desafio é ajustar rapidamente as operações da venda online aos padrões de qualidade exigidos pelo consumidor, que aumentam a cada dia. Não por acaso, 72% das redes regionais ouvidas em estudo exclusiva da SA Varejo relataram terem feito investimentos em soluções para e-commerce.

Já a McKinsey realizou um estudo sobre o futuro do varejo alimentar na Europa, onde a abertura pós-pandemia está mais adiantada. Uma das constatações é que o e-commerce é cada vez mais o centro do negócio. “O consumidor testou a compra online, gostou e vai continuar a comprar assim. A loja vai se tornar um lugar, por exemplo, de ter experiência e de encontrar novos produtos”, diz Ricardo Skibelski, sócio da consultoria. Para ele, a venda online precisa ser eficiente, com margens certas e produtos corretos. Na Europa, isso passa, entre outros pontos, por estar alinhado a tendências identificadas no estudo da companhia, como a maior busca por produtos sustentáveis.

 

“Com novos concorrentes entrando na área de supermercados, como o ifood e outros, se o cliente não for bem atendido no varejo, alguém vai capturar essa oportunidade. é preciso ser ‘dono’ do consumidor”

RAFAEL SIQUEIRA
Sócio-consultor da McKinsey

 

NOVOS DESAFIOS NA VENDA ONLINE

Do ponto de vista das soluções a serem adotadas, as atualizações no e-commerce são constantes. Segundo Paulo Ferezin, sócio-líder do segmento de varejo da KPMG , entre novos investimentos necessários, estão “Cyber Security”, para dar segurança ao usuário e também às companhias; adequação à LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), considerando uma maior captura e utilização de dados dos clientes; inteligência artificial visando “motores de vendas e motores de produtividade”; logística de última milha; e meios de pagamento.

Para Ferezin, as redes que operam marketplaces devem avaliar aspectos como a ampliação do leque de serviços aos comércios que fazem parte da sua plataforma; a ampliação da base desses clientes, incorporando ferramentas que tragam facilidade ao consumidor; e segurança e mitigação de riscos, como fraudes e venda de produtos falsificados. Também é importante incluir a rastreabilidade de ponta a ponta nas operações.


Leia matérias complementares:

Varejo regional investe mais de R$ 17 bilhões em tecnologia

Uniforça implanta CRM para conhecer melhor seus clientes

Seis em cada 10 redes regionais adquiriram soluções de inteligência de dados

34% dos varejos regionais dedicaram recursos à compra de tecnologias voltadas às lojas

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:                                                    LinkedIn                                                   ,                                                   Instagram                                                   e                                                   Facebook         

 

 

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Solução Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade