Produtos de limpeza ainda crescem acima de outras categorias

Avaliação:

(4 Avaliações)

Lúcia Helena de Camargo - redacao@savarejo.com.br -

Estudo da Geofusion aponta que potencial dos itens do segmento neste ano alcança avanço de quase 32% em praticamente todas as classes sociais

O crescimento do potencial de consumo de itens de limpeza tem sido significativo e maior do que o dos demais segmentos. É o que explica Ana Helena Davinha, analista da Geofusion. “Se comparados aos produtos de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos – que também se tornaram essenciais no cenário pandêmico –, os produtos de limpeza ainda superaram esse setor em termos de crescimento percentual: no último ano, o consumo dos produtos de HPPC cresceu 19%, aproximadamente, diante de 32% de aumento no gasto com produtos e artigos de limpeza, de acordo com nossos dados”, analisa a especialista da Geofusion.

“Enquanto o consumo de carnes e pescados, por exemplo, cresceu cerca de 16% entre 2020 e 2019 e 8% entre 2021 e 2020, o setor de artigos de limpeza mostrou uma maior arrancada no último ano, crescendo cerca de 32% entre 2021 e 2020.”

ANA HELENA DAVINHA
Analista da Geofusion

 

 

A Geofusion, especializada na criação de soluções para o varejo baseadas em inteligência geográfica de mercado, vem identificando aumento constante no potencial de consumo de produtos de limpeza desde 2019. Neste ano, o movimento se repete mesmo com a base alta de comparação de 2020, Para se ter uma ideia, no ano passado sobre 2019 o avanço foi de 40%, enquanto neste ano o aumento da demanda ficou em 32%. No recorte por classe social, no topo da pirâmide (classe A), o potencial de consumo para 2021 é 80% superior ao de 2019 e 32% sobre 2020. Com ligeiras variações por subclasses, chama a atenção também o crescimento na base (classes D/E), com altas de 70% e 31,5%, respectivamente.

Ana Helena Davinha, analista da Geofusion, reforça que o aumento dos gastos das famílias com produtos de limpeza, em todas as classes sociais, é decorrente das necessidades da pandemia e do isolamento. E adiciona uma observação: “Houve aumento dos preços desses produtos no período. Segundo o IBGE, esses itens tiveram reajuste médio de 10% nos últimos 12 meses. O sabão em barra, exemplo muito presente nas casas das famílias de baixa renda, teve reajuste de 15,80%, o que ajuda a explicar o gasto maior com material de limpeza por esse segmento social.

Em resumo, as preocupações com ações sanitárias, o aumento das atividades domésticas – incluindo a limpeza – e o contexto econômico de inflação e dólar alto tiveram, combinados, influência direta nos números captados pela Geofusion”, comenta ela. Em relação ao fato de que as maiores variações tenham ocorrido justamente nas extremidades (classes A/B e D/E, a analista explica que isso ocorre em razão do “movimento de concentração de renda no cenário macroeconômico do País”, associado à análise demográfica: “Podemos dizer que essa maior variação se dá nas faixas nas quais encontramos a maioria da população ( faixas D/E), e a maior parte da renda ( faixa A).”

Desinfecção

Surgiram nos últimos anos novas marcas e versões com poder de desinfecção, como os lenços desinfetantes, destaque nas gôndolas. Para Alessandra Lima, diretora da Mind Shopper, esse é um item digno de bastante atenção. “A oportunidade de ampliação de portfólio em limpeza está nos desinfetantes. A categoria ganhou força durante a pandemia e continuará forte e relevante. Muitas marcas conhecidas já exploram o segmento, mas ainda há muito espaço. Os lenços são um caso clássico para livrar os ambientes dos germes. A desinfecção ganha o protagonismo na higiene do lar, do escritório e dos ambientes públicos. Há um enorme potencial”, sentencia.


Foto: Divulgação

“O grande desafio do supermercado é surfar as novas possibilidades, testar modelos no corredor de limpeza e observar a reação dos consumidores. Produtos tradicionais, como água sanitária, estão sempre em alta, então a tarefa agora é entender se há espaço para a inclusão de itens mais sofisticados e validar o mix de produtos. O guardachuva de desinfecção tende a crescer, mas a exposição precisa ser trabalhada.”

ALESSANDRA LIMA
Diretora da Mind Shopper


Esponjas

Pesquisa da Nielsen aponta que esses produtos cresceram em valor e volume. Alguns fatores explicam o crescimento, segundo Armando Nogueira Tinoco, consultor de Varejo e Gestor da Rede Unishop:

  • Maior uso devido ao fato de as pessoas terem estado mais tempo em casa e, portanto, cozinhado mais
  • Preocupação adicional com a troca desses produtos para evitar acúmulo de germes
  • Com o agravamento da crise financeira, é possível que muitos consumidores tenham passado a comprar marcas mais baratas – via de regra, menos duráveis –, aumentando a frequência de troca das esponjas

Já para Alessandra Lima, faz sentido um aumento no consumo de esponjas durante a pandemia em função de uma queda na compra de lã de aço. “Faz todo o sentido que se busque mais os produtos facilitadores. Alguém imagina uma pessoa de classe média, (na ausência dos colaboradores que costumam cuidar da limpeza) em home office, fazendo comida, cuidando da casa e ainda se preocupando em arear panelas? Sem dúvida a esponja sintética simplifica a tarefa de lavar louças”, avalia.

Leia também:

Limpeza: novo cenário exige mais uma readaptação do varejo

Prepare sua loja para mais mudanças na categoria de limpeza

Matéria original na revista de dezembro/2021

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:                                                                                                  LinkedIn                                                                                                 ,                                                                                                 Instagram                                                                                                 e                                                                                                 Facebook   

 

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Solução Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade