Preços: pesquisa revela maiores reajustes em SP e RJ

Avaliação:

(4 Avaliações)

Fernando Salles -

Plataforma da Horus analisou cenário antes e depois da proliferação da Covid-19

A plataforma de inteligência de mercado Horus avaliou o comportamento de preços em 10 categorias de produtos básicos após os efeitos do Coronavírus em SP e RJ. Em cada uma das praças, foram comparados os valores praticados nos supermercados na 5a semana do ano, entre 26/1 e 01/2 com a 13a semana de 2020, período entre 22/3 e 27/3, já com o avanço da pandemia.

Em SP, as três categorias com reajustes mais expressivos foram: feijão preto 1kg, com elevação de 15,6%; vinagre 750ml, com alta de 14,3%; e leite UHT integra 1 litro (12,6%). Segundo levantamento da Horus, esses são os únicos entre os dez produtos analisados com avanço de preços acima de 10%. Reajustes acima de 5% também foram observados em óleo de cozinha 900ml (8%) e sabonete em barra 85g (7,8%). Por outro lado, houve, em SP, redução no preço médio de sabão em pó e detergente líquido, ambas de 1,9%.

Segundo reportagem do  Estadão , descontentes com os reajustes, alguns supermercados paulistas chegaram a suspender a compra de laticínios, sobretudo do leite. Omar Assaf, diretor de Relações de Mercado da Associação Paulista de Supermercados, declarou à publicação que, apesar da suspensão nas compras, não deve faltar leite nem queijos, uma vez que o estoque na indústria tem prazo de validade e uma hora será necessário vendê-lo para não desperdiçar os produtos. 

No RJ, os produtos campeões em aumento de preços são os mesmos, com apenas uma mudança na ordem. Mas a situação é ainda mais crítica e chama a atenção o percentual bem superior dos reajustes. No mercado carioca, o vinagre teve a maior elevação, de 27,3%, enquanto o leite UHT integral subiu 18,4% e o feijão preto registrou preço 17,7% mais caro.

Outras três categorias registraram elevações acima de 10% nos preços praticados no Rio de Janeiro: óleo de cozinha 900ml, sabonete em barra 85g e papel higiênico com 12 rolos, respectivamente de 16,3%, 12% e 11,3%. Ainda no Rio, três categorias registraram alta acima de 5% nos preços. São elas: água sanitária 1 litro (8,8%); arroz branco 1kg (6,7%) e sabão em pó 1kg (5,9%). O único produto da lista analisada cujos preços subiram menos de 5% foi o detergente líquido 500 ml, mesmo assim teve avanço de 3,8%.

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:                   LinkedIn                  ,                  Instagram                  e                  Facebook                  !

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Solução Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade