Para avançar no JBP, rede do PR transfere escritório para SP por 2 semanas

Avaliação:

(0 Avaliações)

Fernando Salles -

Iniciativa agilizou reuniões com os principais executivos de 30 grandes fornecedores

A aproximação entre varejo e indústria é fundamental no desenvolvimento de trabalhos verdadeiramente colaborativos. Com sede em Maringá (PR), a CSD – Companhia Sulamericana de Distribuição rompeu barreiras geográficas que limitavam a agilidade nesse contato direto. Durante as duas últimas semanas, cerca de 25 profissionais da rede varejista trabalharam em um escritório alugado na zona sul da capital paulista. O grupo que se deslocou envolveu colaboradores das áreas comercial, marketing, financeiro, logística, inteligência comercial, trade marketing e supply chain. 

Atualmente, a CSD conta com 52 lojas em 26 cidades do Paraná, Mato Grosso do Sul e São Paulo (interior), operando sob as bandeiras de supermercado Amigão, Cidade CançãoSão Francisco, além do Stock Atacadista.

Marcos Pozzi, diretor comercial, explica que a ideia de vir para São Paulo teve o objetivo de realizar, em um período de poucos dias, reuniões com os principais executivos de 30 grandes fornecedores – 25 da área alimentar e 5 de não alimentos – , algo que demandaria mais tempo caso dependesse de espaços nas agendas deles para deslocamentos até o Norte do Paraná.

Nas reuniões, foram definidos acordos para realização de Joint Business Plan (JBP) para todo o próximo ano. "Estamos alinhando 2020 no momento em que indústria também está. Isso facilita adaptações que beneficiem os dois lados", destaca Pozzi. O planejamento estratégico, conforme explica o executivo, não leva em consideração somente as lojas físicas. A estratégia é 360 graus, englobando também CRM, e-commerce, diferentes canais digitais e até WhatsApp.   

Empresas como Ambev, Coca-Cola, Colgate, Danone, Marilan, P&G, Pepsico, RB, Sadia, Seara e 3 Corações passaram pelo escritório temporário da CSD na capital paulista. Um exemplo ocorrido nesta semana ajuda a mostrar o sucesso da iniciativa: os principais decisores de um importante fornecedor avisaram sobre um espaço na agenda que havia surgido para o horário do almoço do mesmo dia. O encontro foi prontamente confirmado e, em pouco tempo, eles já estavam na sala para uma reunião considerada bastante produtiva.   

Marcos Pozzi tem convicção de que a CSD alinhou com seus principais fornecedores as expectativas e os caminhos traçados para 2020. E, melhor, antecipando etapas. "Dentro de 15 dias já teremos todas as repostas das empresas com as quais conversamos. No dia 1 de janeiro, abriremos o ano com a estratégia totalmente desenhada", destaca o diretor comercial.

A edição de novembro da Revista SA Varejo trará reportagem completa sobre essa iniciativa da CSD – Companhia Sulamericana de Distribuição. 

 

 

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:           LinkedIn          ,          Instagram          e          Facebook          !

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Solução Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade