Pagamento por reconhecimento facial já é realidade no Brasil

Avaliação:

(2 Avaliações)

Conteúdo Patrocinado por Senff -

A Senff, especialista em serviços financeiros para o varejo, disponibiliza o recurso. Saiba como funciona e conheça 5 benefícios

Foto: iStock

Parceira do varejo nacional em cartão de loja e serviços financeiros, a Senff tem a inovação em seu DNA. Nasceu como varejista, tendo sido pioneira na implementação do autosserviço no país. Como administradora de meios de pagamento, lançou o primeiro cartão protegido com senha. Desde 2020 atua também como banco comercial e não para de inovar.

A novidade agora é o pagamento por reconhecimento facial, uma alternativa moderna e, acima de tudo, bastante funcional pois evita filas ao agilizar o atendimento nos checkouts. Ela permite que os clientes paguem as compras sem precisar da carteira e nem do celular. Mercados internacionais têm aderido rapidamente ao sistema. Bom exemplo é a China, onde a tecnologia já é utilizada em larga escala no setor varejista.

5 benefícios do reconhecimento facial para os supermercados

1. Produtividade

As transações na frente de caixa se tornam até 9 vezes mais rápidas, o que garante melhor performance por checkout e por funcionário.

2. Experiência de compra

No autosserviço alimentar, o momento de passar as compras no checkout é um dos poucos – às vezes o único – em que há atendimento direto. Fazer o cliente esperar pode colocar em risco toda a experiência de compra durante aquela visita à loja. A tecnologia de reconhecimento facial agiliza a finalização da compra, evitando a frustração com longas filas. 

3.  Marketing espontâneo

No Brasil, novidades tecnológicas costumam encantar o público. A tendência é que, nos primeiros meses após a implantação do reconhecimento facial, os próprios clientes façam a divulgação espontânea do recurso – e consequentemente da loja – em redes sociais e aplicativos de mensagem. Os ganhos para a imagem do supermercado são duradouros.

4. Segurança

O reconhecimento facial minimiza ocorrências de fraudes nos pagamentos. Para o shopper, há garantia de proteção dos dados, pois a imagem – utilizada somente com a finalidade de liberar a compra – só é captada após ele liberar o dispositivo com aproximação da mão.

5. Novas ocasiões de consumo

As lojas que aceitam o "pagamento com o rosto" estão aptas a fazer vendas, inclusive, a quem saiu de casa sem carteira para correr, caminhar ou dar um mergulho no mar, apenas para citar alguns exemplos de situações cotidianas.

Foto: Divulgação

Como funciona o sistema

São 4 passos bem simples:

- Estabelecimentos comerciais recebem equipamentos idênticos ao da imagem acima para serem instalados na frente de caixa

- No momento de pagar as compras, o cliente aproxima a mão (sem tocar) destravando o dispositivo

- Na sequência, posiciona o rosto à frente da tela para o reconhecimento, feito rapidamente

- Depois de passar todas as compras, confere o valor e passa a mão novamente à frente do dispositivo confirmando a operação. 

Quer saber mais? Clique aqui e fale com a Senff!

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Solução Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade