Mercado plant-based começa a ser mais acessível

Avaliação:

(0 Avaliações)

Tatiane Pamboukian - tatiane.pamboukian@savarejo.com.br -

Exposição das carnes vegetais próxima às carnes de origem animal pode incentivar o consumo de ambos os produtos

Plant Plus Foods: Embalagens menores para acessibilizar

A empresa trabalha com uma variedade de carnes vegetais que possuem uma experiência sensorial e sabor semelhantes a das proteínas de origem bovina, suína e de frango, obtidas à base de soja. “Estamos lançando embalagens menores, a R$ 7, para dar acesso e facilitar a experimentação. O preço ainda é superior ao da proteína animal e naturalmente o varejo clusteriza na curva A e B. A embalagem de desembolso menor tem o objetivo de penetrar em uma curva C, pois muitas pessoas valorizam, mas não pagam”, conclui Beatriz Hlavnicka, gerente de marketing de Latam da PPF .

Para a executiva, o melhor posicionamento dos itens vegetais é com a carne animal. Segundo ela, o mais crítico é oferecer informações e aumentar a visibilidade da categoria, o que pode ser mais bem explorado com faixa de gôndola e cartazes, além de comunicação nas plataformas digitais. Nesse sentido, a PPF fornece treinamento e enxoval para lançamentos.

“A categoria é uma oportunidade de diferenciar a área de perecíveis”
Beatriz Hlavnicka Gerente de marketing de Latam da PPF

Incrível: Dupla exposição em congelados e açougue

Para entender a jornada de compra das proteínas vegetais dentro do varejo, a Incrível realizou diversas pesquisas, que confirmam a busca do shopper por carnes à base de plantas, principalmente em congelados. “Existe ainda uma oportunidade de venda muito relevante dentro do açougue, considerando a conveniência e a conversão dos consumidores flexitarianos. Por isso, o ideal é a dupla exposição”, sugere Camille Lau, diretora de marketing de Incrível.

A executiva sugere aos varejistas trabalhar com uma linha completa que atenda a todas as ocasiões de consumo do público. Também é recomendada a execução de materiais de visibilidade na loja que comuniquem não apenas os pontos relacionados à saudabilidade, mas também o quanto os produtos são saborosos. Dessa forma, é possível destacar os atributos mais valorizados pelo consumidor nessa categoria, conforme levantamento da empresa. “Degustações na loja têm se mostrado bastante efetivas para conhecimento, experimentação e conversão das carnes 100% vegetais”, destaca.

25% crescimento
no consumo das proteínas vegetais da marca Incrível na categoria de congelados no último ano


Fotos: Divulgação

“Os supermercadistas têm uma grande oportunidade trazendo maior acessibilidade para as carnes vegetais. Hoje a categoria é predominante nas classes A e B. Mas o propósito de Incrível é democratizar o plant-based para todos com preços mais acessíveis para ampliar o consumo”
Camille Lau Diretora de marketing da Incrível

 

Matéria publicada originalmente na revista SA Varejo de julho/2022

Leia também:

Conheça 4 categorias que crescem e possuem altas margens

Cresce 150% as vendas de plant-based no Pão de Açúcar

Não atender a demanda por alternativos ao leite animal pode trazer prejuízos

Mercado de cosméticos veganos ou naturais cresceu 50% nos últimos anos

Óleos nobres crescem 55% em valor e 34% em volume

Margem dos desinfetantes seguros chega a ser três vezes maior que dos desinfetantes básicos

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:                                                                LinkedIn                                                                ,                                                                Instagram                                                                e                                                                 Facebook

 

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Solução Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade