Mercado de cosméticos veganos ou naturais cresceu 50% nos últimos anos

Avaliação:

(0 Avaliações)

Tatiane Pamboukian - tatiane.pamboukian@savarejo.com.br -

Marca tem mais de 80% de penetração no varejo. Confira dicas para vender mais estes produtos de alto valor agregado

 

O mercado de cosméticos veganos ou naturais cresceu 50% nos últimos anos. Mais de 1,4 milhão de consumidores já compram produtos sustentáveis no Brasil, segundo pesquisa do Instituto Akatu. Por isso, a Flora aposta nos itens de higiene e beleza plant-based. A maior parte de suas linhas de produtos, das marcas Francis, Neutrox e Kolene, é vegana.

A Phytoderm também ganhou produtos veganos e atualmente está com quatro SKUs no segmento. “Todos os itens das dez linhas da OX Cosméticos têm essa característica desde 2020”, afirma Ligia Vulcano, head de marketing e inovação da unidade de cabelos da Flora.

Maurício Utiyama, diretor da unidade de negócio pele da Flora, conta que a empresa ouviu o consumidor para adaptar a fórmula de seus sabonetes Francis. “Um dos grandes destaques dessa nova fase da marca é ter uma linha vegana à venda nos principais supermercados e perfumarias do País, em uma categoria que Francis tem mais de 80% de penetração no varejo”, afirma.

Para garantir visibilidade, a empresa recomenda trabalhar com mix assertivo, boa exposição, além de pontos extras. A Flora disponibiliza materiais para as lojas e realiza ações para estimular o consumo, como entrega de amostras de lançamentos ou itens relançados.


Foto: Divulgação

“Para manter os clientes satisfeitos, é preciso começar a contemplar os produtos de higiene e beleza veganos no sortimento. Isso porque cresce o número de consumidores que buscam esses produtos nas lojas e acabam indo embora por não encontrá-los. Isso abre espaço para a concorrência”
João Gandolfi - Head de marketing e trade de home care da Flora

 

Matéria publicada originalmente na revista SA Varejo de julho/2022

Leia também:

Conheça 4 categorias que crescem e possuem altas margens

Mercado plant-based começa a ser mais acessível

Cresce 150% as vendas de plant-based no Pão de Açúcar

Não atender a demanda por alternativos ao leite animal pode trazer prejuízos

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:                                                                LinkedIn                                                                ,                                                                Instagram                                                                e                                                                 Facebook

 

 

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Solução Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade