Inflação alavanca atacarejo e Assaí espera que suas vendas cresçam mais de 30% no 2º trimestre

Avaliação:

(5 Avaliações)

Reportagem SA Varejo -

Para o presidente Belmiro Gomes, a normalidade dos preços ainda deve demorar e até o público de alta renda está buscando reduzir gastos

Foto: Divulgação

A inflação e os eventos atípicos em abril vão contribuir para que as vendas do Assaí Atacadista cresçam acima de 30% no segundo trimestre do ano. A estimativa foi feita por Belmiro Gomes, presidente do grupo, durante teleconferência de resultados. 

De acordo com o executivo, a Páscoa e o Carnaval em abril impulsionaram as vendas no período. “Crescemos próximo a 40% na base total em abril. Foi um mês atípico por ter Páscoa e um Carnaval fora de época”, diz ele, destacando que o movimento das lojas veio crescendo sequencialmente. “Março foi substancialmente melhor do que fevereiro, e abril muito mais forte do que março”.

Belmiro ressalta ainda que o momento inflacionário tem sido uma alavanca para o modelo de cash & carry. “Em abril, vimos um movimento maior de compra de abastecimento e melhor movimento do ‘food service’ em loja”, disse.

A empresa conseguiu manter margens fortes, mesmo com a pressão inflacionária e o crescimento forte de vendas. “Temos feito um crescimento muito saudável entre vendas e margem, mas vamos ser mais agressivos em vendas no segundo trimestre. Isso não significará movimento 'muito pesado' em margens. Com a reabertura das lojas que eram do Extra é natural que haja movimento mais promocional”, informou. 

Para o presidente do Assaí, a normalidade dos preços ainda deve demorar. Mesmo que os preços parem de subir, eles vão se manter em patamares elevados. Ele lembra ainda que até o público de alta renda está buscando por melhores preços, o que é positivo para as futuras lojas que serão convertidas do Extra para o Assaí, por estarem em regiões mais centrais.

O diretor comercial da rede, Wlamir Anjos, observa ainda que está havendo um movimento de migração e trade down considerado muito forte. “Com esse cenário mais desafiador para o consumidor, temos trabalhado o sortimento com muita celeridade. Fazemos de 6% a 8% de renovação de mix mensalmente”.

A estimativa da empresa é abrir 12 lojas orgânicas e converter 40, mas o presidente do Assaí afirmou que essa é uma estimativa mínima. “O patamar de aberturas pode aumentar. Teremos maior visibilidade no fim do segundo trimestre”.

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:           LinkedIn           ,           Instagram           e            Facebook

Fonte: Valor Econômico

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Solução Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade