Fort abre loja temporária 28 dias após incêndio

Avaliação:

(0 Avaliações)

Reportagem SA Varejo -

Unidade definitiva será inaugurada ainda no primeiro semestre do ano

Foto: Divulgação

Após a loja que fica no bairro Campeche, em Florianópolis, ser acometida por um incêndio às vésperas do Natal (23/12), o grupo Pereira, dono da marca Fort, decidiu retomar as atividades em prazo recorde. Para isso, o grupo investiu R$ 7 milhões na abertura de um supermercado temporário no local, após 28 dias do incidente.

De acordo com o diretor de Marketing e Digital do grupo, Lucas Pereira Guanabara Santiago, a decisão pela loja temporária levou em consideração o impacto no fornecimento regional, reconhecimento como uma rede que prioriza preços baixos, apelos recebidos da clientela nas redes sociais e o fato de estar atendendo 24h por dia naquele período natalino.

Santiago explica ainda que a nova loja deve ser concluída ainda no primeiro semestre do ano e o investimento na unidade será inferior à média de R$ 50 milhões que o grupo investe em novas unidades. Isso porque, o grupo já conta com a infraestrutura, em especial o estacionamento,  onde está a unidade temporária.

“A gente vai entregar a loja ainda no primeiro semestre. Como eu disse na época do acidente, vamos entregar em tempo recorde. Batemos o primeiro recorde ao fazer uma loja em 28 dias. Acho que, no Brasil, no nosso segmento, ninguém fez. E, agora, também queremos entregar uma loja grande em tempo recorde. Essa região é muito importante para nós”, afirma.

Para atender a demanda dos clientes, o grupo contou também com digitalização. Enquanto a loja esteve fechada, as vendas pelo site para a região aumentaram e foram atendidas principalmente pela loja do Kobrasol. A unidade nova conta com uma tenda para entrega de compras on-line. Agora, o cliente pode na loja comprar, on-line e receber em casa ou on-line e receber na tenda no Campeche.

De acordo com o executivo, Santa Catarina segue como foco do grupo. A expectativa é de que os investimentos sejam superiores aos verificados em 2021, quando foram inauguradas novas lojas em Blumenau, Indaial e navegantes. Atualmente, cerca de 50% do faturamento do grupo Pereira vem da atuação em Santa Catarina, onde tem a maior base de supermercados, com 32 lojas e mais de 7 mil colaboradores.

“Em 2021, o grupo investiu no país em torno de R$ 500 milhões e a maior parcela foi para projetos em SC. Para este ano, haverá novo recorde, diz Santiago.

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:                                                                                                               LinkedIn                                                                                                              ,                                                                                                              Instagram                                                                                                              e                                                                                                              Facebook

Fonte: NSC Total

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Solução Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade