“Estamos priorizando a produção para atender os mercados locais”, afirma CEO Global da JBS

Avaliação:

(0 Avaliações)

Alessandra Morita - alessandra.morita@savarejo.com.br -

Gilberto Tomazoni disse ainda que a empresa não fará reajustes de preços de maneira oportunista neste momento de crise, deflagrada pelo Coronavírus

“No mundo todo, estamos priorizando a produção para atender os mercados locais, hoje nossa prioridade, ao lado das pessoas”, afirmou Gilberto Tomazoni, CEO Global da JBS, em teleconferência com analistas de mercado realizada hoje (26/03). O executivo afirmou ainda que a companhia está atuando junto aos governos estaduais e municipais para garantir suprimento de insumos para as fábricas e, portanto, a continuidade da produção

“Mais do que nunca, precisamos manter nossos clientes abastecidos, para as pessoas encontrarem alimentos quando forem às lojas. Estamos empenhados nisso”, disse o CEO. Segundo ele, a companhia criou comitês regionais que se reúnem várias vezes ao dia. Para Tomazoni, a empresa consegue ser ágil em função de suas estruturas decentralizadas e da autonomia na tomada de decisões. “Também nos favorecemos da nossa relação de longo prazo com a cadeia para garantir o abastecimento”, afirmou. 

Demanda
O executivo comentou ainda que a empresa adaptou rapidamente linhas de produção voltadas ao foodservice para atender o varejo. Mas lembrou que o canal representa menos de 10% dos negócios da companhia. Em relação à demanda forte, uma das linhas mais aquecidas foi de enlatados. “Tivemos uma fábrica desses produtos operando em três turnos e também aos sábados. Mas acreditamos que nesta semana começará a normalizar”, completou. 

Preços
Tomazoni ressaltou a seriedade do assunto. “Não estamos aproveitando para repassar preços de forma oportunista. Nossa responsabilidade é ter alimentação para as pessoas”, afirmou. 

Investimento e empregos
“Temos um compromisso com o Brasil no longo prazo e vamos manter os investimentos”, disse Tomazoni. Em 2019, a empresa anunciou que serão aplicados R$ 8 bilhões nos próximos cinco anos para elevar a produção de frango, carne suína e de processados no País. O CEO ressaltou ainda a manutenção dos empregos. Hoje, a JBS conta com 240 mil colaboradores em todo o mundo. 

Empresa bem-preparada
Segundo o executivo, cinco fatores favorecem à empresa passar por este momento:
1 - solidez financeira
2 - plataforma de produção diversificada, com cinco tipos de proteínas em quatro continentes, o que confere flexibilidade à companhia 
3 – excelência operacional e qualidade do time
4 – permanência da lacuna na oferta de proteína causada pela febre suína africana na China no ano passado
5 – sinais claros de recuperação da China

Crise
Tomazoni ressaltou diversas vezes a preocupação principal em cuidar das pessoas e da segurança do time e finalizou a teleconferência com a seguinte mensagem: “Estamos confiantes de que tudo vai passar, e o Brasil e mundo podem contar com a gente”.

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:                 LinkedIn                ,                Instagram                e                Facebook                !

 

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Solução Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade