Empresa tem foco em ajudar o varejista a rentabilizar a mercearia e elevar o tíquete médio

Avaliação:

(0 Avaliações)

Reportagem SA Varejo -

Este é o objetivo da Cepêra, que possui mais de 200skus em seu portfólio. Conheça um pouco de sua trajetória ao longo de 75 anos e os lançamentos deste ano


Décio Costa (à esq.) e Décio Costa Filho: à frente de uma empresa 100% nacional que não para de avançar

Crescer com o pé no chão. É assim que a Cepêra se consolida ano a ano como uma das mais importantes indústrias de alimentos brasileiras e chega aos seus 75 anos acumulando experiências, conhecimento do consumidor e parceiros sólidos. A história de sucesso foi construída à base de aprendizados. “Erramos em alguns momentos, mas o importante é como lidamos com os problemas e aprendemos com eles. O que não se pode é errar mais do que acertar”, avalia Décio Costa Filho, CEO da empresa.

Olhando a história da Cepêra, a balança pende bem mais para os acertos. Uma das principais decisões para o sucesso da companhia foi tomada logo após sua compra, em 1968, pelo empreendedor Décio Costa, pai do atual CEO: a aposta na qualidade dos produtos. “Nosso objetivo nunca foi vender barato, mas colocar bons produtos no mercado”, diz.

Adaptando-se às necessidades do consumidor

Se antes tinha menos acesso a produtos, agora, na era da informação instantânea e da digitalização, o consumidor tem o poder nas mãos. Além de o cliente ter ampliado o seu leque de conhecimento, características estruturais vêm acontecendo, como o encolhimento das famílias e o surgimento de novos arranjos. Por isso, o portfólio da Cepêra cresce em opções, sabores e tamanhos. “Por exemplo: no caso das azeitonas, antes comercializávamos basicamente a de 500 g e hoje é possível encontrá-la na embalagem de 100 g. O mesmo acontece com o catchup, que atualmente conta com diversas apresentações”, comenta Décio Filho.

Outro exemplo é a crescente preocupação dos consumidores com a saúde e o consequente avanço na busca por orgânicos e itens veganos, comportamento que também vem sendo contemplado no portfólio da Cepêra. “Paralelamente a isso, existe um movimento para a gourmetização. Ou seja, mesmo preocupado com a saúde, quando quer comer algo diferente, o consumidor busca o que tem de melhor. Se ele deseja um hambúrguer, ele procura potencializar esse momento de prazer”, ressalta o CEO da empresa.


Atenta à evolução 

Linha de produção em 1981: rotulagem manual em conservas. A empresa sempre atuou com as práticas mais modernas em suas fábricas

Busca constante por produtividade

Foi à procura de maior eficiência que surgiu a oportunidade de adquirir a planta de Monte Alto, no interior de São Paulo. O ano era 1980, e o empresário Décio Costa conta que a ida à cidade tinha como objetivo acertar a terceirização na produção de alguns itens. Mas, em conversas, a unidade foi oferecida a ele. “Eu respondi: ‘não vim aqui para comprar fábrica, mas para terceirizar’. Apesar disso, uns quinze dias depois iniciamos uma negociação, que resultou na compra da planta”, recorda-se o empreendedor.

Desde 2013, toda a produção se concentra na unidade, que conta com 14 linhas de produção. Nesse período, a busca por aumento de produtividade nunca parou. Entre as melhorias implementadas, está a internalização do processo de “soprar” as embalagens, o que significa abri-las para acondicionar os produtos dentro. “Com a verticalização da cadeia conseguimos reduzir custos e sermos mais competitivos”, explica Décio Costa Filho, CEO da Cepêra.

Profissionalização da gestão

Fundada por Abílio Cepêra, a empresa chegou às mãos dos atuais controladores em 1968 por meio de uma sociedade entre Décio Costa, seu pai e seu sogro. Aos poucos, o empreendedor foi adquirindo o controle total da companhia. Mais recentemente, vem reduzindo sua participação e ampliando a de seus três filhos.

De olho na perenidade da indústria, em 2013 se iniciou um processo de profissionalização, com a criação de um conselho e a divisão entre os membros da família que ocupam cargo na gestão, e recebem um salário por isso, e os que são apenas sócios, com direito a pró-labore.

No primeiro grupo, estão o atual CEO e sua irmã Daniela Costa, diretora financeira e de TI. “Para trabalhar na empresa, costumamos dizer que não é questão de ser parente, mas de ter competência, de ter passado por várias áreas e entender a companhia”, explica Décio Filho. “Eu mesmo passei por diversos setores antes de assumir, além de ter trabalhado fora”, explica.



Multiplicando estratégia
A última convenção de vendas abordou as conquistas nesses 75 anos e apresentou as inovações

Parcerias e foco na inovação

Contar com parceiros do varejo e de outros setores também tem sido um diferencial da empresa. Para ajudar o varejista a rentabilizar a mercearia e elevar o tíquete médio, a empresa lançou em 2018 uma linha que nasceu sob o conceito de Sabores. “Ela marca um novo patamar para nossa empresa”, avalia Décio Filho.

Além de contar com lançamentos, a ideia foi criar nas lojas um espaço voltado especificamente a produtos que potencializam o sabor dos alimentos. O projeto vem ganhando a adesão de clientes, que já reportam melhora nos resultados da categoria.

Ainda falando de inovações, em maio deste ano, a empresa lançou um produto que traz 100% de tomate natural, sem conservantes ou aditivos, em embalagem Recart. Outra novidade foi o molho de tomate com 12 almôndegas, que reforça as características de praticidade e sabor buscadas pelo público.

Empresa em números

12% a 20% Crescimento da indústria nos últimos anos

01 fábrica com 14 linhas de produção em Monte Alto (SP)

550 Colaboradores diretos

1.500 Empregos indiretos

200 SKUs Compõem o portfólio da companhia

22 novos produtos Número de lançamentos neste ano

5% participação das exportações nas vendas

10 países para onde são vendidos produtos da empresa

Fotos: Divulgação

Matéria publicada originalmente na revista SA Varejo de julho/2022

?Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:                                                                LinkedIn                                                                ,                                                                Instagram                                                                e                                                                 Facebook

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Solução Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade