Empresa inclusiva depende de líderes e colegas engajados no apoio à diversidade

Avaliação:

(1 Avaliação)

Reportagem SA Varejo -

Pesquisa mostra que não basta investir somente na criação de um programa interno

O site de empregos Vagas.com ouviu 2,6 mil profissionais para entender o que torna uma empresa, de fato, inclusiva. Um dos resultados deixa claro que isso só é possível com lideranças preparadas para lidar com diferenças de raças, crenças e gênero. Ter colegas engajados em promover a diversidade também é um fator importante, conforme aponta o levantamento.

Os entrevistados são profissionais cadastrados no Vagas.Com, sendo que mais da metade dos participantes do levantamento é negro. Uma das perguntas visava avaliar se os funcionários realmente consideram importante que a empresa busque a diversidade. Para mais de 85% a resposta é "sim", dos quais 55% citaram esse como um fator "muito importante".

Sobre a forma de promover a diversidade, 70% acreditam na importância de criar programas de apoio à diversidade, no entanto os demais respondentes não têm tanta certeza sobre a eficácia desse método. "Talvez já exista uma percepção das pessoas de que só um programa de diversidade não é suficiente para criar uma empresa inclusiva”, diz Renan Batistela, especialista em treinamento e integrante do grupo de diversidade e inclusão do Vagas.com. Ele lembra que diversidade é um processo contínuo, por isso não basta realizar o programa em um ano ou criar um comitê achando que o assunto está resolvido.

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:                     LinkedIn                    ,                    Instagram                    e                    Facebook                    !

 

Fonte: Valor Econômico

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Solução Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade