Conheça quatro dicas para ajudar o varejista a aumentar as vendas durante a Black Friday

Avaliação:

(2 Avaliações)

Reportagem SA Varejo -

O maior fluxo de vendas representa também a necessidade de um atendimento mais próximo e de qualidade

Foto: Divulgação

Desde o início da pandemia, vários setores tiveram dificuldades em manter suas vendas, por isso, o final do ano e a Black Friday são datas importantes para o varejo. Para se ter uma ideia, no ano passado as vendas da Black Friday somaram mais de R$ 5,1 bilhões no país, segundo dados da Neotrust/Compre&Confie.

Para ajudar pequenos varejistas que buscam aumentar o lucro nesse período, a Compufour Zucchetti reuniu uma lista com dicas que ajudam a alavancar negócios sem comprometer tempo e orçamento. São elas:

Escolha os itens da promoção com base no estoque

Procure trabalhar as condições e promoções mais agressivas em itens que estão no estoque, desta forma, além do faturamento, você conseguirá ganhar através do giro de estoque - vendendo produtos que podem estar há semanas ou meses sem giro. Para compor esta estratégia, é preciso trabalhar descontos em itens que possuem mais giro, atraindo os consumidores e vendendo outros produtos correlacionados ao primeiro. 

Foco no digital

A pandemia mudou radicalmente a forma como as pessoas consomem, acelerando o processo de transformação digital de diversos mercados, como o varejo. Por isso, é importante que os varejistas mantenham seus canais digitais ativos e movimentados (redes sociais, e-commerce, etc). A conexão com grandes marketplaces também podem ser importantes aliados dos varejistas, pois trabalham na exposição dos produtos.  

Qualifique sua equipe

Conhecer as informações e detalhes do produto que está sendo vendido é essencial para que o cliente se sinta satisfeito e volte a fazer negócio com você. Desde o atendente de caixa ao supervisor da equipe, todos os envolvidos devem ser experts sobre o que está sendo vendido. Capacite sua equipe para fechar vendas também via canais digitais, como WhatsApp e Instagram. Caso seu produto seja digital, outro ponto importante é garantir que todos saibam trabalhar adequadamente nele.

Não deixe a experiência de lado

O maior fluxo de vendas representa também a necessidade de um atendimento mais próximo. De acordo com a pesquisa do Reclame Aqui (2020), 51,2% dos consumidores não se importariam em pagar mais caro por um produto, uma vez que tivessem uma experiência de compra melhor com a marca. 

Uma boa experiência de compra significa oferecer um atendimento excepcional, o que é sinônimo de um software confiável no ponto de venda.  Para isso, o varejista  pode buscar soluções que oferecem diversas formas de pagamento integradas (Pix, carteiras digitais e cashback), emissão de documentos fiscais e conexão com os maiores marketplaces do país. 

Tanto na Black Friday como em qualquer outra época do ano, o cliente deve sempre escolher o canal de compra mais conveniente para ele, com a melhor forma de pagamento. E a maior missão de uma marca varejista é estar onde seus clientes estão - tanto nas lojas físicas quanto no ecommerce, marketplaces e demais ambientes online. 

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:                                                                                                LinkedIn                                                                                               ,                                                                                               Instagram                                                                                               e                                                                                               Facebook   

 

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Solução Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade