Confira o desempenho de cada formato de loja nos 5 primeiros meses do ano

Avaliação:

(13 Avaliações)

Reportagem SA Varejo -

Saiba também em que região cada canal obteve o melhor e o pior resultado

Do começo do ano até o dia 31 de maio, o chamado varejo moderno, que inclui supermercados, lojas de vizinhança, hipermercados, atacarejos e redes de farmácia, cresceu 12% na comparação com o mesmo período de 2019, de acordo com levantamento da Nielsen . Excluindo o canal farma, a alta é de 9,4%.

Atacarejo

O maior crescimento em vendas veio, novamente, do formato cash & carry. Nada menos do que 18,5% de avanço nos cinco primeiros meses de 2020. O formato elevou de forma expressiva seu desempenho em todas as regiões do Brasil, com destaque para a Grande RJ e o Sul, onde a alta foi, respectivamente, de 25,8% e 24,8%. O avanço mais tímido, porém ainda assim bem considerável, ocorreu na Grande SP (13,7%).

Supermercado 

Os supermercados tradicionais registram venda 10% superiores entre janeiro e maio, na comparação com o mesmo intervalo do ano passado. Destaque total para a área Nielsen que inclui Espiríto Santo, Minas Gerais e interior do Rio de Janeiro, com elevação de 19,7% no faturamento do formato. Por outro lado, no Nordeste o crescimento dos supermercados foi de apenas 5,8%.

Vizinhança

Nas lojas de vizinhança brasileiras, o faturamento subiu 9,2% entre janeiro e maio deste ano. A região Centro-Oeste foi a única a registrar elevação acima de 20% no formato (21,1%). Vale destacar também o desempenho das lojas de vizinhança da na Grande RJ, onde as vendas saltaram 17,3%. A única área em que o formato não cresceu foi o interior paulista, onde houve queda de -2,6%, de acordo com a Nielsen. 

Hipermercado 

A retomada no crescimento dos hipermercados é um pontos de destaque no comportamento de compras neste ano, sobretudo a partir da pandemia. O formato já acumula avanço de 8,9% neste ano, com resultados positivos em todas as regiões. O maior acréscimo nas vendas foi observado no Interior de SP (12,5%). Já a alta mais modesta aconteceu, entre janeiro e maio, no Centro-Oeste (2,9%).

Redes de Farmácia

Entre as cadeias do canal farma, a Nielsen notou vendas 8,6% maiores, sobretudo no Nordeste, onde a alta foi de 17,2%. A exceção ficou por conta da Grande Rio, área em que observou-se ligeiro decréscimo de faturamento (-0,2%). 

 

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:                       LinkedIn                      ,                      Instagram                      e                      Facebook                      !

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Solução Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade