Comércio agora pode oferecer Pix Saque e Pix Troco aos clientes

Avaliação:

(2 Avaliações)

Reportagem SA Varejo -

Nova modalidade, autorizada pelo Banco Central, já está disponível

Foto: Divulgação

O comerciante agora tem mais duas maneiras de se relacionar com o cliente: é o PIX Saque e o PIX Troco. No primeiro, o cliente pode sacar dinheiro em estabelecimentos comerciais credenciados e, no segundo, após a realização de uma compra ou serviço ele pode pagar um valor maior e receber o a diferença em troco. As novas modalidades foram autorizadas pelo Banco Central e já estão em funcionamento. A expectativa é de que com essas opções, o uso do meio de pagamento instantâneo no comércio varejista aumente.

“Com certeza, o PIX Saque e o PIX Troco irão fomentar o uso do PIX entre os comerciantes. O maior problema da falta de adesão não está na tecnologia, mas na transação financeira do negócio. Os bancos tradicionais estão cobrando altas taxas por transação para as empresas, visando não perder a receita hoje existente nos pagamentos com cartões de débito e encarecendo com isso a recepção do Pix no varejo por parte dos comerciantes”, afirmou Edgard de Castro, vice-presidente de Relações Institucionais da AFRAC (Associação Brasileira de Automação para o Comércio).

Pelas regras do Banco Central, as pessoas físicas e microempreendedores individuais (MEIs) estão isentos de taxas. No entanto, se receberem mais de 30 PIX por mês, a atividade se configura como atividade comercial e poderá ter cobrança a partir da 31ª operação.

Benefícios para o varejo

Com a chegada do PIX Saque e do PIX Troco os estabelecimentos comerciais que aderirem a essas novas transações passarão a ser pontos de conveniência, já que os saques poderão ser feitos em diversos locais como padarias, lojas de departamentos, postos de combustíveis, supermercados, entre outros.

Com isso as empresas terão a oportunidade de poder atrair novos clientes, baixar o custo de logística de coleta / depósito de dinheiro e também de receber um valor por transação efetuada. “Em caso de saque ou troco os estabelecimentos irão receber um pequeno valor pela transação efetuada” declarou Edgard.

Segundo o BC, para o comércio que disponibilizar o serviço, as operações do PIX Saque e do PIX Troco representarão o recebimento de uma tarifa que pode variar de R$ 0,25 a R$ 0,95 por transação. O pagamento será feito pela instituição financeira onde o usuário que fizer o saque tem conta. Os clientes podem fazer até oito operações de PIX Saque ou PIX Troco gratuitas por mês.

Outra vantagem é a segurança e a diminuição de custos com menor quantidade de dinheiro vivo em caixa. Além disso, os valores transportados por empresas de segurança também serão menores e, possivelmente, em menos viagens.

Como deve ser a adesão?

O estabelecimento que optar pela adesão do PIX Saque e Troco deve informar sua instituição financeira, que irá comunicar o Banco Central. Para o comércio que já aceita o PIX atualmente, basta realizar um pequeno ajuste contratual.

O limite máximo das transações do PIX Saque e do PIX Troco será de R$ 500 durante o dia e de R$ 100 à noite, entre 20h e 6h. No entanto, os estabelecimentos terão autonomia para ofertarem limites menores, se preferirem, mas devem informar os valores às instituições financeiras.

Após aderir à nova modalidade de transação, os pontos de comércio poderão ser rastreados pelos clientes através de aplicativos que irão informar onde o serviço está disponível, inclusive se utilizando de novas tecnologias, como geolocalização.

Com os novos serviços, a população terá novas opções de acesso ao dinheiro físico, pois os saques poderão ser feitos em diversos locais e não apenas em bancos ou caixas eletrônicos.

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:                                                                                                       LinkedIn                                                                                                      ,                                                                                                      Instagram                                                                                                      e                                                                                                      Facebook   

Veja mais sobre: Pix, Banco Central, Afrac

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Solução Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade