Com falta de funcionários por Ômicron, supermercados dos EUA têm prateleiras vazias

Avaliação:

(4 Avaliações)

Reportagem SA Varejo -

Com a continuação da pandemia, trabalhadores da indústria de alimentos optam por não retornar aos seus empregos

Foto: istock

A continuidade da pandemia tem levado a escassez de trabalhadores para funções como transporte e logística, que tem afetado diretamente a entrega de produtos para os supermercados dos Estados Unidos e, consequentemente, a falta de produtos básicos, como leite, pão, carne, sopas enlatadas e produtos de limpeza. 

                                               

Vivek Sankaran, CEO da Albertsons, a segunda maior rede de supermercados da América do Norte, reconheceu que os produtos estão em falta durante a teleconferência de resultados da empresa com analistas. “Esperamos mais desafios de fornecimento nas próximas quatro a seis semanas”, afirmou. 

Segundo a National Grocers Association, entidade que representa o setor, as mercearias estão operando no limite. Após dois anos de pandemia e problemas relacionados à cadeia de suprimentos, os supermercados ainda lutam para que as prateleiras não permaneçam vazias. A frustração engloba a necessidade de reabastecê-las com produtos básicos, como leite, pão, carne, sopas enlatadas e produtos de limpeza.

Segundo a National Grocers Association, entidade que representa o setor, as mercearias estão operando no limite. “Embora haja abundância de alimentos na cadeia de suprimentos, prevemos que os consumidores continuarão a experimentar interrupções esporádicas em certas categorias de produtos, como vimos no último ano e meio devido ao fornecimento contínuo e desafios trabalhistas”, explica o presidente e CEO do grupo, Greg Ferrara.

Com o avanço da Ômicron, muitos trabalhadores têm optado por não retornar aos seus empregos de baixos salários. Além disso, a contínua escassez de caminhoneiros contribui para desacelerar a cadeia de suprimentos e, com isso, dificultar a reposição dos produtos nas prateleiras dos supmercados.

Para tentar minimizar os prejuízos, as grandes lojas têm investido em novas marcas e aumento na compra de produtos. Além disso, estão lançando variedades e quantidades limitadas de cada mercadoria na tentativa de evitar acumulo e aumentar seus suprimentos entre as entregas.

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:                                                                                                         LinkedIn                                                                                                        ,                                                                                                        Instagram                                                                                                        e                                                                                                        Facebook

 

Fonte: Veja

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Solução Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade