Beleza e tecnologia são novas apostas da bandeira Mercado Extra

Avaliação:

(2 Avaliações)

Alessandra Morita – alessandra.morita@savarejo.com.br -

Marca do GPA registrou alta de 17% em mesmas lojas no 3º trimestre com foco em uma proposta de valor consistente com seu público

Foto: Divulgação

As 14 lojas do Mercado Extra que abriram suas portas remodeladas na terça-feira (15/12) marcaram uma novidade em relação às unidades convertidas anteriormente: a reformulação da perfumaria, com a criação da Rua da Beleza – um conceito presente nas unidades da bandeira com a Rua do Comércio, que consiste em reunir num corredor ofertas de várias categorias e trazer soluções para uma compra mais abastecedora pelo consumidor.

Essa forma de organização tem se mostrado eficiente desde que as conversões dos supermercados da marca Extra começaram a ser feitas para o atual modelo. Nele, os perecíveis foram fortalecidos e transferidos de maneira agrupada para o fundo das lojas. “Lá, o cliente encontra uma solução completa para o seu dia a dia: frios, rotisseria, padaria, confeitaria, açougue, peixaria e itens para o café da manhã”, reforça Christiane Cruz Citrângulo, diretora de operações do Mercado Extra.

Já na perfumaria, as mudanças foram pautadas em conversas com fornecedores e pesquisas para entender as necessidades do cliente da bandeira, que pertence ao GPA. Como resultado, o sortimento foi ajustado e passou a ser sinalizado de forma mais clara nas gôndolas para garantir que as pessoas encontrem tudo o que precisam, incluindo as novidades – que têm um papel importante nas categorias da perfumaria. A iluminação também mudou, tornando o ambiente mais claro e agradável para os consumidores.

Crescimento sobre crescimento

Só no último trimestre de 2020, o Mercado Extra avançou 17% nas lojas com mais de 12 meses de operação. “Nossa proposta de valor passa por atendimento diferenciado, compra mais abastecedora e perecíveis, que traz a recorrência do cliente. É isso o que tem feito as pessoas voltarem e garantido lojas com alto índice de aumento de vendas. Iniciamos as conversões há três anos e temos acumulado crescimento sobre crescimento”, reforça Christiane.

A expectativa é de manter o avanço no patamar de dois dígitos pela maturação das lojas convertidas. Só em 2019, foram reformuladas 100 unidades. Neste ano, outras 41 se juntaram ao novo modelo. Com isso, faltam apenas cinco unidades para concluir o plano da companhia, o que acontecerá no primeiro trimestre de 2021. Também nos primeiros três meses do ano que vem, a marca Mercado Extra terá sua primeira filial construída do zero, na cidade de Petrópolis (RJ).  

Tecnologia para atendimento e eficiência

Outra novidade deste ano foi o início da venda online no modelo Express, em que a compra é entregue em até quatro horas. Atualmente, são 56 unidades que atendem nesse formato. Além dele, a bandeira também opera com e-commerce tradicional, em que os produtos saem do CD, e com o aplicativo de delivery James. Embora os alimentos sejam foco da marca, há ações envolvendo produtos duráveis. Na Black Friday, o Mercado Extra teve sucesso vendendo TVs e produtos de linha branca por meio de catálogos. Ou seja, sem a presença dos produtos nas lojas, que eram entregues depois na casa do cliente. Além disso, 18 filiais já têm incorporada a venda de celulares ao seu sortimento.

Ainda com respeito à tecnologia, aconteceu a instalação de self checkouts em duas lojas reinauguradas: uma no interior paulista e outra no Rio de Janeiro. A iniciativa agiliza a compra dos clientes, além de conferir uma imagem de modernidade às lojas. A ideia é continuar a investir nesses equipamentos no ano que vem, quando a bandeira também adotará outras tecnologias.

Uma delas é um PDV móvel, que será utilizado inicialmente em lojas localizadas em cidades de praia, cujo movimento de consumidores triplica no período de sazonalidade. A ideia é que um funcionário utilize o equipamento para passar a compra dos clientes que estão esperando nas filas, reduzindo assim o tempo de espera.

Outra solução que será adotada é voltada ao controle do estoque. Segundo Christiane, há oportunidades de ganhos de eficiência nessa área e também em pontos como precificação, impressão de etiquetas, entre outras. “Vamos terminar nossas conversões no começo do ano e focar as tecnologias em 2021. O passo seguinte vai ser retomar a expansão”, finaliza a diretora de operações.

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:                    LinkedIn                   ,                   Instagram                   e                   Facebook                   !

 

Veja mais sobre: Mercado Extra, GPA

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Solução Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade