As lições do festival de promoções que parece coisa de outro mundo

Avaliação:

(1 Avaliação)

Sheila Hissa - redacao@savarejo.com.br -

Ação realizada na China, durante o "Dia do Solteiro", tem uma dimensão de fazer inveja a qualquer Black Friday. Precisamos aprender com eles, pois tem a ver com o futuro do consumo

O festival de promoções 11.11 Alibaba parece do outro mundo. Você já se perguntou por que tanto estardalhaço em torno dele? Antes de qualquer coisa, por suas proporções interestelares, que refletem o tamanho da classe média chinesa.


Foto: Divulgação

Festival de promoções

A ação promocional tem uma dimensão e alcance que fazem qualquer Black Friday enrubescer de vergonha. E as vendas são humilhantes. O que isso tudo interessa a nós, pálidos terráqueos? Bom, o Festival realizado em novembro foi bem mais do que shows, luzes, ofertas, plataformas e aplicativos conectando milhares de empresas a milhões de pessoas. Foi um projeto sobre desempenhar um papel na construção do futuro do consumo, como disse um dos diretores do grupo, no site da empresa .

A empresa apresentou verdadeiros ‘empreendimentos’ no festival, cada um com abordagem 360º para provocar experimentações, traduzir tendências, testar tecnologias, ampliar o consumo e vender conceitos duradouros. O gigantismo se manifestou em projetos parrudos e convincentes, tão importantes quanto o extraordinário volume de vendas. O desafio do grupo para o próximo 11.11 é singelo: apenas ultrapassar seu próprio recorde que, neste ano, foi superior ao do ano passado. E trazer ainda mais inovação, além de negócios dentro e fora da China.

Festival de promoções

13ªedição
84,5 bilhões de dólares movimentados
900 milhões de consumidores
290 mil empresas

Espaço para as médias e pequenas empresas

Um dos empreendimentos da 13ª edição do 11.11 foi um aprofundamento no apoio a pequenas e médias empresas, tanto do varejo quanto da indústria. Cerca de dois terços das 290 mil empresas participantes da campanha eram PMEs, 70 mil deles participando pela primeira vez. E, pela primeira vez, o 11.11 se abriu para entrada no mercado chinês de PMEs estrangeiras.O modelo estimula a pulverização do mercado, sistema bem diferente do modelo ocidental, que favorece a concentração de empresas.

Ecologia para valer

Outro exemplo foi a criação de plataforma para produtos ecológicos. Envolveu 2 mil comerciantes e 500 mil produtos, entre eles alimentos e bebidas, aparelhos eletrônicos e de uso doméstico, produtos para mães e crianças.

  • No primeiro minuto da campanha promocional, a Tesla vendeu mais estações de recarga de automóveis elétricos do que durante todo o festival do ano passado.
  • Na primeira uma hora, os consumidores compraram 25.000 vasos sanitários que economizam água, o que equivale a uma economia de 225 toneladas de água por dia.
  • Em apenas nove horas, as plataformas do Alibaba venderam mais de 120.000 eletrodomésticos com eficiência energética.
  • Mais de 2,5 milhões de consumidores compraram produtos verdes de todas as categorias envolvidas.

Não basta ser grande, tem que ser verde

Foi criado também um programa de incentivos para ampliar o conceito e o desejo de consumo responsável. Para cada compra verde que fizessem, os consumidores ganhavam “pontos de energia” no Alipay Ant Forest, miniprograma da própria Alibaba que envolve o plantio de árvores. A empresa estima que os pontos gerados pela campanha garantirão o plantio de cerca de 58 mil árvores nas regiões mais áridas da China, carentes de reflorestamento.

O mercado de bens usados Idle Fish, outra marca da Alibaba, lançou um serviço que incentivava os usuários a reciclar dispositivos e aparelhos eletrônicos indesejados em troca de produtos com eficiência energética em oferta.

Mais de 60.000 estações de coleta de pacotes operadas pelo braço de logística do grupo, a Cainiao Network, forneceram serviços de reciclagem.

Ao pesquisar “reciclagem de embalagem de entrega” nos aplicativos Taobao e Cainiao, os usuários puderam verificar o número de embalagens ecológicas que receberam desde a campanha do ano passado.

A Cainiao também usou etiquetas de e-shipping para substituir as folhas de papel tradicionais em mais de 1,2 bilhão de pacotes. Enquanto 15 milhões de pacotes enviados dos depósitos foram entregues em suas caixas originais ou usando embalagens biodegradáveis sem plástico.

Ecotecnologia

A Alibaba DAMO Academy também usou a edição do festival como um campo de experimentação massiva de tecnologia sustentável, segundo Cheng Li, diretor de tecnologia do grupo.

  • Ampliou o uso de energia renovável e tecnologias de eficiência energética em seus data centers. O maior deles reduziu as emissões de carbono em quase 26.000 toneladas durante 11.11. Outro data center - com um dos maiores clusters de servidores do mundo - ganhou um sistema de resfriamento que reduziu o consumo de energia do data center em mais de 70%
  • O chip de inferência de inteligência artificial autodesenvolvido também foi implantado em escala para oferecer suporte a funções baseadas em IA, aumentando a eficiência geral da computação durante o festival.

Matéria original na revista de dezembro/2021

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:                                                                                                   LinkedIn                                                                                                  ,                                                                                                  Instagram                                                                                                  e                                                                                                  Facebook

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Solução Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade