Após aquisição, startup quer ter 10 mil mercadinhos em condomínios até o final do ano

Avaliação:

(2 Avaliações)

Reportagem SA Varejo -

Incorporação permitirá à staturp atuar em mais de 1,5 mil condomínios em 20 Estados

Foto: Divulgação

De olho nos novos hábitos de consumo, a startup Market4u, adquiriu a Numenu e pretende atingir a meta de 10 mil mercadinhos em condomínios até o final do ano. O valor da operação não foi divulgado, mas a aquisição permitirá que a Market4u esteja presente em mais de 1,5 mil condomínios de 20 Estados. A expectativa é atingir uma receita de R$ 100 milhões até dezembro.

“Nosso modelo de negócio depende diretamente de escala. Temos planos ambiciosos de atingir a meta de 10 mil unidades em operação ainda em 2021”, revela Eduardo Córdova, cofundador e presidente da Market4u. “Para isso, estamos de olho na movimentação do segmento. Sabemos que estamos em um setor em plena expansão, no qual crescer com operações já maduras tende a ser muito promissor.”

A Market4u tem sede em Curitiba e foi fundada em 2019, já a Numenu, com sede em São Paulo, foi fundada dois anos antes, mas só passou a atuar neste segmento no ano passado. A empresa tem cerca de 200 funcionários, incluindo uma equipe de 20 programadores.

O negócio de minimercados ou mercados autônomos inclui instalar gôndolas e geladeiras em áreas comuns dos prédios, fazer a reposição dos itens, gerenciar os pagamentos e evitar fraudes. Mas também é um negócio de tecnologia. Não existem funcionários nas lojas. O morador faz tudo sozinho e paga por meio de um aplicativo. Isso permite às empresas acompanhar os hábitos de compra dos consumidores e fazer ofertas direcionadas para impulsionar as vendas. “O modelo é o de uma empresa de varejo e logística com bastante tecnologia embarcada”, diz Rafael Freitas, cofundador da Numenu.

A rede conta com 10 mil itens cadastrados e cerca de 500 produtos em cada ponto de venda. Refrigerantes, chocolates, sorvetes e cervejas são os mais vendidos. O valor médio individual das compras é de R$ 82 por mês, o que indica que há grande espaço para crescer, diz Córdova.

Na Market4u, os recursos próprios respondem por 95% do capital. O restante veio de um investidor-anjo. Para ampliar a rede de pontos rapidamente, a companhia adotou o modelo de franquias. Cerca de 75% das lojas são franqueadas e 25%, próprias. Recentemente, a companhia contratou o Santander para fazer uma rodada de captação. Entre julho e agosto, a empresa planeja fazer um “road show” para atrair investidores e reforçar o caixa. Os recursos serão usados para fazer mais aquisições, reforçar a tecnologia e iniciar um processo de internacionalização.

Esse é um segmento que vem atraindo o interesse não só de startups, redes de supermercados e lojas de conveniência estão investindo nos minimercados. A lista inclui marcas como Carrefour, AmPm (da rede de postos Ipiranga) e Hirota. O movimento segue tendência internacional. No exterior, a Amazon tornou-se uma das precursoras dos mercados autônomos com as lojas Amazon Go, atualmente disponíveis nos Estados Unidos e no Reino Unido.

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:                                  LinkedIn                                 ,                                 Instagram                                 e                                 Facebook                                 !

 

Fonte: Valor Econômico

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Solução Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade