Preço da carne apresenta tendência de alta

Avaliação:

(0 Avaliações)

Por Redação SA Varejo -

Maior demanda externa pressiona os preços no mercado nacional

O preço dos alimentos subiu 1,37% em março, registrando a maior inflação para o mês em cinco anos. A principal pressão veio de vegetais como tomate, feijão e batata, mas esses itens já começam a mostrar valores estáveis. O foco agora é outro.

De acordo com o índice ponta a ponta da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), o momento é de aceleração nos preços das carnes. Os cortes suínos registraram alta de 4,4% na primeira semana de abril, em relação ao início do mês anterior. Na mesma base comparativa, as carnes bovinas e de frango tiveram preços 2% mais elevados.

Entre as principais razões está a maior demanda do mercado externo pelas carnes brasileiras. A China, por exemplo, vem se consolidando como um dos principais países compradores da proteína animal produzida no Brasil. Caso a economia nacional melhore nos próximos meses, a tendência será de maior procura por carnes também no mercado interno, o que deverá elevar ainda mais os preços.

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:   LinkedIn  Instagram  Facebook  !

 

Fonte: Folha de S. Paulo

Veja mais sobre: Carnes, Preços, Inflação

Comentários

Comentar com:
Publicidade

Guia de Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade