Novas técnicas reduzem erros na contratação de funcionários

Avaliação:

(1 Avaliação)

Por Redação SA Varejo -

Uma delas deixa os candidatos invisíveis durante o processo de seleção

No ano passado, pesquisa feita pelo LinkedIn , rede social voltada ao universo profissional, apontava quatro tendências para os processos de seleção: diversidade, novas formas de entrevista, utilização de dados e inteligência artificial. Na prática, empresas de diversos setores já adotam técnicas para tornar seus processos seletivos mais assertivos e evitar demissões precoces.

Na plataforma de empregos Jobecam , um dos recursos para promover a diversidade é realizar entrevistas às cegas, nas quais os recrutadores acessam vídeos dos candidatos, porém com a imagem borrada e os dados pessoais ilegíveis. A ideia é julgar apenas o desempenho do entrevistado, sem que questões relacionadas à aparência ou ao modo de se vestir influenciem a seleção.

Somente quando é definida a aprovação à fase seguinte que o candidato poderá ser visto. “A gente tende a fazer o efeito sombra e contratar os nossos semelhantes, mas os diferentes contribuem para o negócio de uma forma mais lucrativa e criativa”, aponta Cammila Yochabell, CEO da startup. 

Já a Reachr , startup de recrutamento e seleção digital, importou para a área de RH fundamentos do “inbound marketing”. Com isso, oferece conteúdo para a pessoa e, em contrapartida, por meio da análise de dados, analisa se ela pode, futuramente, ser candidata a uma vaga. “O conceito é trabalhar a jornada da pessoa muito antes de ela ser candidata até o momento em que você tem a vaga”, explica Marcelo Braga, CEO da Reachr.

Dessa forma, a pessoa começa recebendo dicas de currículo, informação sobre cursos, artigos referentes ao mercado, até se aprofundar mais por meio de vídeos a respeito da empresa e mais detalhes sobre o clima organizacional. A ideia é que, em determinado momento, empresa e candidato percebam se há ali uma combinação perfeita. A técnica utiliza recursos de inteligência artificial. “A gente vai sabendo se a pessoa está propensa a mudar de emprego, se ela está infeliz com o salário que recebe e se ela pode aceitar uma proposta sua”, explica Braga. 

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:   LinkedIn  Instagram  Facebook  !

 

 

Fonte: Estadão

Comentários

Comentar com:
Publicidade

Guia de Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade