Na Rede Rondelli, sistema de cogestão gerou bons resultados

Avaliação:

(1 Avaliação)

Sheila Hissa - redacao@savarejo.com.br -

Varejista com sede na Bahia sentiu necessidade de buscar executiva no mercado para apoiar a transformação desejada

Com 6 sócios, 21 lojas no interior da Bahia e norte do ES, 54 anos de existência e a 2ª geração no comando, a Rede Rondelli buscava se preparar para brigar com a concorrência de grandes players, que começavam a se instalar nas vizinhanças. 

Após uma consultoria iniciar o processo de construção de orçamento, ao final de 2018, a rede sentiu necessidade de contar com um executivo do mercado para apoiar a transformação desejada. Uma empresa de headhunter buscou esse profissional: experiente e também alinhado aos valores da companhia. Na seleção, 13 executivos foram entrevistados pelos sócios.

VANESSA SANDRINI FOI A ESCOLHIDA
A executiva esteve à frente do Rondelli até julho/2020. Ficou dois anos na empresa, com bons resultados. Depois de ter passado por GPA e St Marche, Vanessa se dedicará aos projetos Mulheres do Varejo e CGV – startup criada para as empresas médias terem acesso a um conselho de gestão

COMO FICOU A EMPRESA
Trata-se de um modelo de cogestão, no qual a diretora-geral compartilhava a liderança com um dos donos, Carlos (Cacá) Rondelli. Os demais sócios cuidam de outros negócios da família. Cacá e Vanessa montaram o modelo de gestão de governança e o Conselho Consultivo, definiram as estratégias e o plano de ação. Vanessa tinha o papel de entender o DNA da empresa e de traduzi-lo em metodologia e processos.

A RELAÇÃO COM O SÓCIO-EXECUTIVO
Não contratar gente de fora, desenvolver 90% do time interno. Ajudar na transição do modelo tático de gestão para o modelo estratégico. Instalar cultura de resultados, com metas, remuneração variável, implantação de processos e controles auditáveis. Introduzir a gestão de demanda, criar comitê de despesas e células de abastecimento. Implantar sistema de rastreabilidade de logística. Desenvolver categorias e tornar a empresa referência em sortimento. Atualizar o conceito dos supermercados e revitalizá-los.

DESAFIO DA EXECUTIVA
Deixou seus padrões de executiva pilhada de São Paulo em São Paulo. Vanessa rápido percebeu que os hábitos locais, com tempo para a vida pessoal e menos afobação, eram uma vantagem competitiva: garantiam maior prazer no trabalho, maior produtividade e relações mais fluidas e realizadoras. “Se eu continuasse a paulista doida, perderia a equipe”, comenta. “Na Rondelli, o diferencial está no engajamento das pessoas”, acrescenta.

O QUE JÁ FOI FEITO
Enquanto esteve na empresa, a executiva reviu o orçamento, reestruturou as áreas comercial, de operações, marketing, logística e TI. Realizou o primeiro Rondelli Day com 100 fornecedores, aos quais foram apresentados os planos da rede para os próximos dois anos. Implantou o projeto para formação de líderes, entre outras realizações.

PRINCIPAL CONQUISTA NA VAREJISTA
Contratação de empresa de big data que se correlaciona com o CRM e o pricing. Hoje, o CRM tem 180 mil clientes cadastrados e identifica 45% das compras, que respondem por 60% das vendas.

Leia também:

Quando buscar no mercado executivo para liderar a empresa familiar

Na gestão do SuperBom, um dos segredos são os papéis bem definidos

Rede Top: executivo profissional ajudou no processo de unificação da central

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:               LinkedIn              ,              Instagram              e              Facebook              !

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Guia de Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade