Dois em cada três consumidores acima de 60 anos já compram online por smartphone

Avaliação:

(0 Avaliações)

Por Redação SA Varejo -

Conheça também a opinião desse público sobre os supermercados físicos

A Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC) realizou, em parceria com a AGP Pesquisas , uma nova edição de seu estudo sobre os hábitos de compra da população brasileira com idade superior a 60 anos. Uma das constatações é que comprar online já faz parte do rotina da maioria desse público, sobretudo por meio do celular.

De acordo com a pesquisa, 64% dos consumidores com mais de 60 anos já recorrem ao comércio eletrônico por meio do smartphone, índice bem superior aos 48% registrados no estudo anterior, realizado no ano passado. Desses shoppers online, 35% compram via aplicativos, o que significa um avanço de 13 pontos percentuais em comparação com os 22% que já revelavam esse hábito em 2018. Fica claro que as barreiras à adoção da tecnologia estão caindo e um dos indicativos é que 11% dos entrevistados já utilizam até mesmo o recurso de QR Code.

Público avalia lojas físicas

No intuito de quantificar aspectos relacionados aos hábitos de compra da população acima de 60 anos, com especial interesse na comparação entre lojas físicas e online, a SBVC e a AGP Pesquisas ouviram 500 consumidores em todo o País nesta que foi a terceira edição do levantamento. Questionados sobre a experiência nos supermercados físicos, 75% consideraram "muito boa" ou "boa". Mais da metade (53%) costuma ir semanalmente a super ou hipermercados comprar itens básicos, um dado positivo pois supera os 47% que adotavam esse mesmo hábito em 2018. Além desses formatos de ponto de venda, o público acima de 60 anos também visita com frequência lojas de proximidade/vizinhança e drogarias.

No ponto de venda físico, aspectos apontados como negativos para a experiência de compra desse público são: lojas cheias, filas e atendimento impaciente. “Assim como na 1ª e na 2ª pesquisa, o que mais nos chamou a atenção é o fato de que itens relacionados exclusivamente à experiência de consumidores 60+, como a disponibilidade de áreas de descanso, elevadores, escadas rolantes, são muito menos relevantes para a satisfação dos clientes do que itens que também são importantes para clientes de outras faixas etárias, como caixa sem filas”, analisa Eduardo Terra, presidente da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo.

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:     LinkedIn    ,    Instagram    e    Facebook    !

  

Comentários

Comentar com:
Publicidade

Guia de Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade