Desempenho do atacarejo é exceção no autosserviço alimentar

Avaliação:

(4 Avaliações)

Por Redação SA Varejo -

Nielsen analisou desempenho de 191 categorias de produtos em diferentes formatos de loja

Segundo dados da consultoria Nielsen , foi o formato atacarejo que garantiu o crescimento do setor supermercadista no ano passado. Juntas, as lojas de cash & carry acumularam crescimento de 13,9% nas vendas em valor e de 12,8% em volume entre janeiro e dezembro de 2018.

O resultado mostra grande preocupação do consumidor em migrar suas compras para os atacadistas, em busca de preços melhores. Prova disso é que o formato supermercado registrou queda de 2,6% nas vendas em valor e de 2,7% em volume no ano passado, de acordo com a Nielsen.

O desempenho dos hipermercados foi ainda pior: queda de 5,9% em valor e de 6,4% em volume. Mesmo as lojas de proximidade, conhecidas como "mercadinhos", formato que tem sido alvo de muitas inaugurações, caíram 1% em faturamento e 2% em volume no ano passado.

A pesquisa da Nielsen envolveu análise do desempenho de 191 categorias de produto nos diferentes formatos de loja do varejo alimentar.

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:   LinkedIn  Instagram  Facebook  ! 

Fonte: Valor Econômico

Comentários

Comentar com:
Publicidade

Guia de Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade