Conheça três tendências do mercado de cervejas

Avaliação:

(0 Avaliações)

Por Redação SA Varejo -

Consumo em casa já representa 44% do total

Consumo em casa. Compra racional. Gourmetização. Essas são três macrotendências observadas no mercado de cervejas no Brasil. Com elas, os supermercados têm possibilidade de elevar vendas e ampliar lucros com uma das categorias mais importantes para todas as lojas.

Detalhes desse mercado foram abordados pela Heineken durante apresentação a supermercadistas no III Fórum Nacional de Integração Varejo & Indústria, promovido por SA Varejo. Ricardo Sabatine, diretor nacional de vendas da cervejaria, mostrou, com base em dados Nielsen, que o consumo da bebida nos lares avança rapidamente, o que é ótimo para o setor supermercadista. Em 2012, a representatividade era de 36%. No ano passado essa participação do consumo nos lares subiu para 44%. E a estimativa é de chegue a 49% em 2022, num empate técnico com o volume consumido em bares e restaurantes.

De acordo com Sabatine, o segmento premium já responde por 19% das vendas da categoria, superando a comercialização de cervejas econômicas (18%). As versões mainstream ainda são as mais procuradas, com 63% de participação. No Brasil, a Heineken tem crescido nas diferentes linhas de seu portfólio. Em volume, a marca Amstel já cresceu 84% neste ano; Devassa avançou 65% e Heineken, 42%.

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:              LinkedIn             ,             Instagram             e             Facebook      

 

 

 

Veja mais sobre: Heineken, Cerveja, Amstel, Bebidas

Comentários

Comentar com:
Publicidade

Guia de Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade