Confira o cenário atual da ruptura nas lojas do setor

Avaliação:

(9 Avaliações)

Reportagem SA Varejo -

Pesquisa da Neogrid mostra resultados de lavantamento em 20 mil lojas

No último sábado, o índice médio de ruptura nos supermercados brasileiros chegou a 11,3%. Considerando o histórico, deveria estar entre 7% e 8% fosse esse um período normal para a economia e para o movimento no setor. Os dados são da Neogrid e consideram resultados de um monitoramento feito em mais de 20 mil lojas de todo o País.

Responsável pelo estudo, Robson Munhoz, vice-presidente da empresa especializada na sincronização automática da cadeia de suprimentos, lembra que acima de 10% a ruptura já é considerada preocupante. No entanto, o executivo explica que não há desabastecimento mas um descompasso entre a velocidade do giro e a da transferência de mercadorias dos CDs e depósitos até os pontos de venda.

Um detalhamento da pesquisa confirma que o caso mais grave é o do antisséptico para as mãos, cujo índice de ruptura no último fim de semana chegou a 31%, após as vendas subirem 630,5%.

Na categoria de álcool para limpeza, o índice de falta ficou próximo de 30%, resultado de uma procura 322,7% superior. Já os papéis higiênicos registraram vendas em dobro entre fevereiro e março, com ruptura em torno de 10%.  

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:                LinkedIn               ,               Instagram               e               Facebook               !

 

 

Fonte: Estadão

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Guia de Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade