Alimentos: marca própria cresce o triplo da média

Avaliação:

(3 Avaliações)

Reportagem SA Varejo -

Mesmo públicos de maior poder aquisitivo passam a adquirir essas linhas

No mês de abril, as vendas de produtos alimentícios de marca própria cresceram 32,6%, enquanto o avanço geral na comercialização de alimentos foi de 10%, de acordo com dados da Nielsen .

Com isso, os alimentos de marca própria movimentaram R$ 420 milhões em abril, o que representa 8,1% a mais do que no mesmo mês de 2019. Mais de 20% desse total veio da venda de commodities como arroz e feijão. Os maiores crescimentos das marcas próprias por categoria vieram da comercialização de leite UHT (+73,7%), óleo (+65,9%) e farinha de trigo (+63,9%).

Projeção da Associação Brasileira de Marcas Próprias e Terceirização (Abmapro) indica para este ano crescimento de 9,6% nas vendas, considerando todos os segmentos. Caso a estimativa se confirma, o faturamento total das marcas próprias saltará de R$ 7,3 bilhões em 2019 para R$ 8 bilhões neste ano.

Um detalhe importante é que até mesmo públicos de maior renda têm incluído marcas próprias na cesta de compras, atraídos pelos preços atrativos e também pelo aprimoramento na qualidade observado nos últimos anos. 

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:           LinkedIn        ,          Instagram         e          Facebook        !

Fonte: Valor Econômico

Veja mais sobre: Marca Própria, Consumo

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Guia de Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade