Aliar experiência a novos aprendizados é fundamental aos empresários do setor

Avaliação:

(1 Avaliação)

Alessandra Morita e Fernando Salles - redacao@savarejo.com.br -

Dois ícones do varejo alimentar nacional, Pedro Joanir Zonta, da rede Condor, e Valdemar Martins do Amaral, do ABC, mostram a importância de ter resiliência, empatia e mente aberta neste momento

Nenhum de nós vai ser igual quando essa pandemia passar. Todos seremos mais fortes e poderemos enfrentar melhor as dificuldades.” A afirmação é de Pedro Joanir Zonta, presidente da rede Condor , com 54 lojas no Paraná e Santa Catarina. Outro empreendedor do varejo regional, Valdemar Martins do Amaral, presidente da mineira ABC , 47 lojas, vai na mesma linha: “Tenho esperança de que tudo vai melhorar e vamos sair dessa. Nosso pessoal está aprendendo demais. Descobrimos na empresa pessoas que querem e têm vontade de crescer. Eu mesmo aprendi, desaprendi e estou reaprendendo”, diz.

O depoimento desses dois varejistas mostra o quanto ter resiliência, empatia e mente aberta para entender as mudanças é importante para atravessar o que vem por aí. Ouvir o outro e acalmar a ansiedade de quem ainda é jovem e passou por bem menos crises é algo que também será necessário. Em sua experiência, por exemplo, Valdemar já vislumbra um caminho para o resultado das empresas. “Nosso lucro virá das perdas”, afirma. Segundo ele, o cenário de médio prazo é de escassez para o consumidor, levando a restrições de consumo, o que exigirá maior eficiência do varejo.

Zonta também vê o shopper reduzindo a compra de itens menos essenciais devido ao avanço do desemprego. Por conta disso, a estratégia do Condor tem sido parcelar em seis vezes no cartão as compras de alimentos. “Dessa forma, sobra um dinheiro para pagar água, luz e aluguel até que volte ao normal”, explica.

“Tempos fáceis criam pessoas fracas. Tempos difíceis criam pessoas fortes. Isso vai passar. Precisamos nos unir para encontrar uma solução para o País, sem tirar vantagem de um lucrinho a mais que não vai fazer diferença para ninguém”

PEDRO JOANIR ZONTA
Presidente da Rede Condor (PR), 54 lojas

“Passei por dificuldades extremas que me fizeram questionar qual era a minha missão nessa vida. Foi então que entendi que meu propósito é gerar emprego e melhorar a qualidade de vida das pessoas. Cada emprego que minha empresa cria é uma família a mais que estamos ajudando”

VALDEMAR MARTINS DO AMARAL
Presidente do ABC (MG), 47 lojas

Esta matéria integra reportagem especial de SA Varejo sobre transformações profundas, quebra de paradigmas e evoluções no varejo na pandemia que permanecerão gerando impactos. Clique nos links para conferir todos os textos: 

Loja física deve oferecer objetividade na jornada de compra 

Consumo sem sair de casa continua forte

Em algumas categorias, nível de consumo deve seguir acima do período pré-Covid

E-commerce é o principal legado da pandemia

Concorrência digital avança sobre as vendas de alimentos

Colaboração entre varejo e indústria ganha produtividade

JBP vive adaptação à nova realidade

Promoções devem ser mais simples e diretas

Varejo e indústria precisarão revisar sortimento

Ruptura: novidades na busca por índices menores

Expansão exige precisão cirúrgica

Fluxo de caixa: é hora de maior disciplina na gestão

Novo shopper exige transparência e confiança do seu supermercado

Relação com funcionários passa por mudanças rápidas

 

Quer ter acesso a mais conteúdo exclusivo da SA Varejo? Então nos siga nas redes sociais:        LinkedIn     ,       Instagram      e       Facebook     !

Comentários

Comentar com:
Publicidade
Publicidade

Guia de Sortimento

Navegue por todas as seções para obter informações sobre o desenvolvimento de categorias e sobre as marcas e fornecedores mais bem avaliados:

BUSCAR
Publicidade